COVID aumenta em mais de 17% número de mortes na região

188

A pandemia do novo coronavírus provocou um aumento no número de mortes nos municípios da Região dos Lagos de 17,79% no ano passado se comparado a 2019.

Arraial do Cabo registrou o maior crescimento, no período, 87%. O agravamento da crise e o aumento de casos e mortes provocadas pela infecção mantém o número de óbitos em ascensão este ano nos municípios.

Os dados são do portal da transparência de registro civil que reúne as informações dos cartórios de todo o país. Um levantamento feito pelo Rlagos revela que em 2019, a região registrou 4.993 óbitos, uma média de 416 mortes por mês. Ano passado, com a pandemia, o número cresceu para 6.074, ou seja, 1.081 mortes a mais, elevando a média mensal para 506 óbitos.

O município de Arraial do Cabo registrou o maior salto percentual no número de mortes de um ano para o outro. Em 2019 o município cabista, de acordo com o portal da transparência de registro civil, registrou 36 mortes, enquanto ano passado foram 292. O número de mortes em Cabo Frio, cresceu 18%. Em Araruama o crescimento foi de 16%. Iguaba registrou 14%. Búzios 12%, São Pedro da Aldeia 10,7% . Saquarema 5,4%.

Os dados mostram forte tendência de alta no número de mortes este ano. A média mensal registrada nos primeiros 80 dias de 2021 é de 570 óbitos, um aumento de 11,22% em relação a média mensal registrada no ano passado. Esse ano os municípios registraram 1.425 mortes. Cabo Frio contabiliza 445; Araruama 349; Saquarema 251; São Pedro da Aldeia 184; Iguaba 82; Arraial 61 e Búzios 53.

Comentários