COVID-19 mata mais quatro petroleiros da Bacia de Campos

251

As mortes pela covid-19 estão deixando marcas profundas também entre os petroleiros na Bacia de Campos. Somente nos últimos dias, desde a sexta, 26, o Sindipetro-NF recebeu informações sobre as perdas de quatro trabalhadores da indústria do petróleo que atuam ou aturam na região.

Na última sexta-feira, a doença levou o petroleiro Ricardo de Carvalho Rocha, 53 anos, que era lotado na P-38 pela empresa Cepemar. Informações iniciais apuradas junto à sua família dão conta de que o trabalhador estava em seu segundo embarque após um período de teletrabalho, havia negativado em teste de covid-19 no hotel e, a bordo, cerca de uma semana depois, foi desembarcado com sintomas. Após atendimento hospitalar, mesmo com 40% do pulmão comprometido, teve alta para retornar ao hotel. No entanto, seu quadro se agravou e precisou novamente de internação, falecendo dois dias depois.

O Departamento de Saúde do Sindipetro-NF está em contato com a família do trabalhador e contribui na apuração de possível negligência no atendimento. Também estão em xeque as condições de prevenção a bordo da unidade. Como tem denunciado o sindicato, a plataforma passa por grave surto, sem resposta adequada da Petrobrás.

Também na sexta, 26, o aposentado Luis Augusto de Monteiro de Souza, 61 anos, perdeu a batalha para a covid-19. Morador de Belém, ele atuou até 2017 na plataforma P-08, onde deixa muitos amigos. Conhecido por sua gentileza, uma das suas características marcantes no convívio com os colegas era cumprimentar no refeitório, um por um, todos os dias.

No sábado, 27, foi vítima da covid-19 o aposentado Rogério da Silva Machado, 61 anos, morador de Campos dos Goytacazes. Assim como Luis Augusto, Rogério atuou na P-08 e deixa muita saudade. Amigo dos dois petroleiros, o também aposentado

Oswaldo Brás disse à Imprensa do Sindipetro-NF que ambos tinham como traço a grande educação e cortesia no trato, assim como a solidariedade. No caso de Rogério, com um dado especial: fazia o melhor café da plataforma.
Ainda no sábado, 27, a categoria perdeu para a covid-19 o petroleiro Hildebrando Vieira Ribeiro Júnior, 45 anos, da empresa EQS Engenharia.

O trabalhador estava em férias, em Araruama, cidade em que residia. Com pouco mais de um ano de empresa, o petroleiro era querido pelos colegas, que relataram a grande consternação. Como técnico de telecomunicações, ele passava por várias plataformas e era muito conhecido nas unidades.

O Sindipetro-NF, que desde o início da pandemia tem lutado de forma incansável para pressionar a Petrobrás e o governo para que sejam adotadas as medidas corretas de combate à covid-19, tanto para petroleiros e petroleiras quanto para toda a população, registra as condolências aos familiares, amigos e colegas de trabalho dos companheiros.