Morre Aloy Jupiara, editor do jornal O Dia, vítima da Covid-19

Jornalista estava internado desde o dia 29 de março na UTI

197

RIO – Aloy Jupiara, editor-chefe do jornal O Dia, morreu nesta segunda-feira (12). Aos 56 anos, o jornalista foi vítima de complicações da Covid-19. Ele estava internado desde o dia 29 de março na unidade de terapia intensiva do Hospital São Francisco, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

Além do cargo no jornal, Aloy Jupiara era conhecido por ser autor dos livros “Os Porões da Contravenção” e “Deus Tenha Misericórdia Dessa Nação”, ambos em parceria com o jornalista Chico Otavio.

Formado na Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ, de 1987 a 2000 exerceu o cargo de repórter e subeditor das editorias “Rio” e “Política” do jornal O Globo. De 2001 e 2004, foi editor do site do jornal. 

No jornal O Globo, Aloy participou do júri do prêmio Estandarte de Ouro e era membro do Conselho Deliberativo do Museu do Samba. Ele participou também da elaboração do dossiê “Matrizes do samba no Rio de Janeiro”, para registro do samba como patrimônio cultural do Brasil.

Desde 2020 era editor-chefe do jornal O DIA. Recentemente, ele concedeu uma entrevista a um documentário sobre Castor de Andrade. Entre as paixões do profissional, destaca-se o amor pela escola de samba Império Serrano.