Caixa antecipa saques da primeira parcela do auxílio emergencial

554

BRASIL – A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (15) a antecipação do calendário de saques em dinheiro da primeira parcela do auxílio emergencial de 2021.

Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, a intenção era adiantar a modalidade de saque em dinheiro “em duas semanas”. A antecipação, no entanto, será menor que essa para a maioria dos beneficiários.

A Caixa antecipou ainda, em um dia, os pagamentos da primeira parcela de quem faz aniversário em novembro e dezembro. Os grupos receberão o crédito em conta nos dias 28 e 29 de abril, respectivamente. Antes, eles receberiam em 29 e 30 de abril.

A mudança não afetou o restante das datas já anunciadas para o crédito das parcelas em conta corrente, nem para o saque dos pagamentos que serão creditados de junho a setembro.

Com a alteração, a liberação dos saques será feita no intervalo entre 30 de abril e 17 de maio, a depender da data de nascimento do beneficiário. No calendário anterior, esse intervalo ia de 4 de maio a 4 de junho.

Veja como fica o novo calendário de saques da primeira parcela, com base na data de nascimento do beneficiário:

Nascidos em janeiro: 30 de abril (era 4 de maio)
Nascidos em fevereiro: 3 de maio (era 6 de maio)
Nascidos em março: 4 de maio (era 10 de maio)
Nascidos em abril: 5 de maio (era 12 de maio)
Nascidos em maio: 6 de maio (era 14 de maio)
Nascidos em junho: 7 de maio (era 18 de maio)
Nascidos em julho: 10 de maio (era 20 de maio)
Nascidos em agosto: 11 de maio (era 21 de maio)
Nascidos em setembro: 12 de maio (era 25 de maio)
Nascidos em outubro: 13 de maio (era 27 de maio)
Nascidos em novembro: 14 de maio (era 1º de junho)
Nascidos em dezembro: 17 de maio (era 4 de junho)

“No site auxilio.caixa.gov.br, nós teremos todo o calendário. Mas [a mudança] chega a antecipar em duas semanas e, já neste mês agora, no dia 30 de abril, a gente já começa a realizar também os pagamentos, ou seja, permitir o saque nas lotéricas e nos ATMs [caixas eletrônicos], que era só em maio”, declarou Pedro Guimarães em uma transmissão ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

O calendário original prevê, ainda, a possibilidade de saques da segunda parcela a partir de 8 de junho, da terceira parcela a partir de 13 de julho e da quarta parcela a partir de 13 de agosto. Essas datas estão mantidas.