Vice-prefeita de Cabo Frio, Magdala Furtado, se senti traída pelo áudio vazado, mas reafirma tudo em entrevista

377

Em entrevista ao Portal Shalom de Tamoios, a vice-prefeita de Cabo Frio-RJ, Magdala Furtado (Podemos), afirmou que não deve nada ao empresário tamoioense Pezão, o mesmo que vazou o seu áudio nos grupos de whatsapp da cidade.

Magdala diz se sentir traída por ele (Pezão), porque considerava Pezão um amigo.

De acordo com a vice-prefeita, Pezão aproveitou um momento de desabafo de uma amiga para poder vazar o seu áudio.

Magdala ainda confessa, que o Pezão realmente trabalhou na campanha dela com José Bonifácio (PDT), mas que ele (Pezão) cobra dela por ela ser de Tamoios.

Segundo Magdala, essas cobranças de portarias são intensas e algumas acontecem em tom de ameaça.

Furtado ainda disse, que reafirma tudo o que falou no áudio vazado.

“Infelizmente, é o que eu falei: a gente só é traída por um amigo. A gente nunca é traída por quem não é amigo. Mas, o que eu disse naquele áudio pra ele: é que eu sim, eu fico frustrada, claro que eu fico. Claro que eu fico decepcionada. Claro que eu fico. Por quê? Porque não é montar grupo político, não. Muito pelo contrário, eu vejo pessoas falando , que eu quero montar grupo político. Mas, são elas que querem montar grupo político. Elas que querem montar grupo político. Eu não quero montar grupo político. Eu acho, que é justo as pessoas que trabalharam, as pessoas que tem capacidade de ocupar um cargo, ocuparem um cargo.

Então, eu não vejo nenhum problema nisso. Agora, fiquei tão insatisfeita? Sim. Eu estou insatisfeita. Infelizmente você vê essas pessoas cobrando quem? A Magdala. Então, é na minha porta, é na porta da minha empresa, é no meu telefone, entendeu? Então, a minha situação… a pressão é muito maior. Porque eu vivo aqui, eu moro aqui.

E quando eu disse, que eu não tenho poder de nomear ninguém, eu disse alguma mentira? Eu não disse. Eu não tenho esse poder de nomear ninguém.

O governo está difícil? Está difícil. Tá tudo se ajeitando? Está se ajeitando. Então, eu sempre falo pras pessoas, que elas tenham um pouco de paciência. É uma pressão muito grande, que vai da manhã à noite. As pessoas me cobram o tempo todo. E você fica sem saber o que fazer”, finalizou Magdala.