Polícia Civil prende falsa médica parceira de ‘Paty Bumbum’, envolvida em morte durante procedimento estético

170

Policiais civis da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter) prenderam, nesta sexta-feira (30/04), Valéria dos Santos Reis, a parceira da falsa médica conhecida como “Paty Bumbum”. Juntas, elas realizavam procedimentos estéticos em clínicas clandestinas e em hotéis, sem as condições sanitárias necessárias. Detida na padaria da qual é dona, a mulher foi capturada em Itaguaí, na Baixada Fluminense, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva pendente desde 2018. Ela responderá pelos crimes de homicídio qualificado, exercício ilegal da medicina e associação criminosa.

Á época, a falsa médica Patricia Silva dos Santos – conhecida como Paty Bumbum – foi presa, mas VALÉRIA DOS SANTOS REIS permanecia foragida desde 2018. O Portal dos Procurados do Disque Denúncia, inclusive, oferecia recompensa de R$ 1.000,00 (mil reais) por informações que levassem à descoberta do seu paradeiro. Ela estava sendo monitorada há pouco mais de 02 (dois) meses, sendo que, na semana passada, as investigações demonstraram que ela estaria trabalhando normalmente em uma padaria de sua propriedade. Ela foi presa na data de hoje, nessa padaria, localizada no Município de Itaguaí.

A Polícia Civil vem fazendo diversas operações visando à captura de criminosos envolvidos nos mais diversos tipos de crimes. A Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter) continuará participando dessas operações, visando a prisão de criminosos, o que impactará na diminuição dos índices desses crimes.

Segundo as investigações, as autoras utilizavam silicone industrial, que era aplicado no bumbum, seios e em outras regiões das vítimas. Uma delas, a modelo Mayara Silva dos Santos, morreu em julho de 2018, após ter sido submetida a um procedimento estético com essas substâncias, em um hotel no Rio de Janeiro. Na ocasião, Mayara chegou a revelar para uma amiga que pensou em desistir do procedimento após o caso da bancária Lilian Calixto, vítima do médico conhecido como “Doutor Bumbum” ser veiculado na imprensa. Ela chega a dizer “quero morrer não” em um determinado momento. Mas, mesmo com o receio de Mayara, a amiga a incentiva a fazer o procedimento alegando que “cada pessoa reage de um jeito”.

Presa em 2018, a massoterapeuta Patrícia Silva dos Santos, de 47 anos, conhecida como ‘Paty Bumbum’, foi condenada a sete anos pelos crimes de lesão corporal gravíssima e exercício ilegal da profissão, mas poderá recorrer.