CAGÃO | Vereador de BH faz vídeo sentado na privada cagando em uma mansão em Armação dos Búzios, veja o vídeo.

Questionado, Bim da Ambulância disse que o vídeo foi ideia de seus seguidores

650

ARMAÇÃO DOS BÚZIOS – Vereador da cidade de Belo Horizonte, Bim da Ambulância (PSD) está hospedado em uma casa de luxo, em Búzios, na região dos lagos do Rio de Janeiro, e vem postando detalhes da viagem em suas redes sociais.

Em seus Stories do Instagram, o político tem mostrado a ampla casa, com vídeos detalhando os cômodos do imóvel, inclusive o banheiro. Em um dos vídeos, ele está na privada e afirma que fazia suas necessidades fisiológicas.

“Bom dia, família. Vocês pediram, é para dar o gás, sensação boa. Se eu fosse você eu fazia um vídeo dando uma cagada nesse banheiro, espia”, diz o vereador enquanto se mostra sentado na privada e as instalações do local.

Procurado pelo iG, Bim da Ambulância afirma que fez o vídeo a pedidos dos seguidores e que ele estava hospedado em uma casa cedida por um admirador.

“Aquilo lá foi ideia dos seguidores porque acharam o banheiro bonito”, explicou. Ele também esclareceu que a casa em Búzios foi cedida por um seguidor que admira o seu trabalho. Além da cena no banheiro, o vereador da capital mineira publicou na rede social várias imagens e vídeos passeando pela região de Búzios, indo a restaurantes e bares com a família, e com o colega de Câmara, o vereador Léo Burguês (PSL). Na maioria das imagens as pessoas estão sem máscara.

O político, porém, nega que esteja incentivando aglomerações ou a não utilização de máscaras. Ele disse que só não fazia o uso “em espaços não fechados e não ficava próximo de pessoas. Eu tenho consciência de respeito”. O vereador frisou que fez o uso da máscara e não causou aglomeração.

E sempre que entrando em qualquer estabelecimento, mesmo que despercebido do uso da máscara eu era orientado a coloca-la”, declarou.Entre os Stories sobre a viagem, divulgado neste domingo, o vereador também exibe um sorteio de um carro. O político já estava sendo investigado em função de sorteios ilegais divulgados no Instagram, segundo o site local BHAZ.

Em janeiro, ele havia postado em suas redes, o sorteio de dois carros: uma BMW 320i e um Fiat Palio. A ação não vai de acordo com a legislação brasileira e o Ministério da Economia declarou que “será instaurado processo administrativo de aplicação de penalidade” para investigar caso.

Nas publicações do sorteio, o vereador pede para que os seus seguidores marquem outros usuários nas fotos e que sigam as regras e diferentes perfis, com o dele incluso. “Quanto mais comentar mais chances vc tem de ganhar!!! Não tem Limites de comentários!”, diz legenda da foto em sorteia um Palio, que estava previsto para acontecer no dia 7 de dezembro.

No dia 31 de dezembro, mais um sorteio de uma BMW foi promovido e de acordo com a postagem, já tinha mais de um milhão de comentários. Segundo a Lei nº 5.768, de 1971, “a distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda quando efetuada mediante sorteio, vale-brinde, concurso ou operação assemelhada, dependerá de prévia autorização do Ministério da Fazenda [Economia]”.

A Lei ganhou um acréscimo em julho de 2020, ressaltando que a participação de pessoas físicas no sorteio é proibido. Sobre os sorteios promovidos em sua conta no Instagram, Bim da Ambulância afirmou que ele é contratado para promover tais ações em suas redes sociais e afirmou que não estaria indo contra a legislação brasileira. “Esses carros são de responsabilidade de terceiros que no caso é uma ação entre amigos e não de pessoas. É um grupo de pessoas que participam”, pontuou.

“Eu sou contratado a fazer a divulgação pelos organizadores, assim como hoje você vai ver uma divulgação a respeito de jogadores de futebol e isso é contrato que eu faço pela divulgação na minha página. É dentro das legalidades locais, uma vez que é feita uma ação entre amigos. Isso não é sorteio, não é cobrado, não existe vinculação financeira e os participantes simplesmente são os meus seguidores e existe uma estratégia de Marketing incluída nesse trabalho”.

“A gente não vende bilhete, quando vende bilhete é que existe essa preocupação ai, de realmente existir uma declaração do quanto que gira, do quanto que ganha, do quanto deixou de ganhar, mas não é venda de bilhete não. Os veículos não são meus, eles não são de uso. Eu apenas divulgo para um grupo ‘Ação entre amigos BH’, igual tem as rifas dos carros”.

Em janeiro, quando os sorteios foram denunciados, o Ministério da Economia divulgou a seguinte nota sobre o caso:“A Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria, do Ministério da Fazenda (SECAP/ME) esclarece que de acordo com o art. 1º da Lei nº 5.768, de 1971, a distribuição de prêmios na forma apresentada na denúncia necessita de autorização prévia do Poder Público. Neste sentido, cumpre informar que a denúncia foi recebida e será instaurado processo administrativo de aplicação de penalidade, para apurar suposta infração ao dispositivo em referência, respeitada a ampla defesa e o contraditório.”

Você viu?

PUBLICIDADEhttps://b63c1f7c2eb5af135f8525972d959c3d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.htmlAo final, o vereador explica que é um influencer digital. “Tudo eu vou estar divulgando hoje, é contrato que eu tenho. Eu divulgo, eu vivo disso também, do meu Instagram”, continua Bim da Ambulância.Mas o próprio político admite que é “confuso” entender o seu trabalho. “O tempo responderá por mim. Assim no início é muito confuso de entender”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque seu comentário!
Por favor coloque seu nome aqui