Bolsonaro lamenta morte de Paulo Gustavo: ‘Meus votos de pesar’

174

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também lamentou a morte do ator Paulo Gustavo, aos 42 anos, vítima da COVID-19. “Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a COVID”, afirmou em seu Instagram.

O humorista morreu por volta das 21h10 desta terça-feira (04/05). A informação foi confirmada às 22h05. Mais cedo, os médicos chegaram a divulgar um boletim em que o ator apresentava um quadro irreversível, embora ainda mantivesse sinais vitais presentes.

O estado de saúde do ator, que estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, teve uma piora no domingo (2/5), conforme boletim médico divulgado na segunda (3/5).

Antes do agravamento, Paulo Gustavo chegou a interagir com o marido, Thales Bretas, segundo os médicos.

“Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido. À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa”, descreveram os médicos no boletim.

Comentários