Policial civil morre, outros dois são baleados e passageiros do metrô ficam feridos em manhã de tiroteio na Favela do Jacarezinho no Rio

180

A Polícia Civil confirmou, por volta das 9h desta quinta-feira (6), a morte de um agente baleado na cabeça durante a operação no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio.

Outras seis pessoas também foram baleadas: entre elas, mais dois policiais civis, dois passageiros que estavam em uma composição do MetrôRio e dois suspeitos. Há informações, não confirmadas pelas polícia, de que um mototaxista também teria sido baleados. De acordo com a Polícia Civil, o agente morto estava na Delegacia de Combate as Drogas (Dcod).

Ele foi socorrido para um hospital da região, mas não resistiu.

A operação no Jacarezinho foi para desarticular uma quadrilha de traficantes que estaria aliciando crianças e adolescentes para o crime. Pelo menos 21 criminosos foram identificados em investigações.

Além do tráfico, eles seriam responsáveis por homicídios, roubos e sequestros de trens. Por volta das 5h50 cerca de 200 agentes da Polícia Civil entraram nas ruas do Jacarezinho. Com a chegada da polícia, houve intenso confronto. A operação contou com apoio de veículos blindados e helicópteros.

Uma composição de MetrôRio foi atingida por tiros ao passar pela estação de Triagem. Dois passageiros foram atingidos. Um deles foi baleado de raspão na cabeça e o outro no braço.

Os dois estão bem e não correm risco de morte. Por conta dos confrontos, a Supervia e o MetrôRio interromperam a circulação de trens e metrô nos ramais da região.