“Os idiotas vão tomar conta do mundo”: Prefeito de Campos em mais uma tentativa derradeira apela para desculpas depois da inauguração do restaurante do povo

214

Como se não bastasse os quatro anos do Prefeito Rafael Diniz e de suas jogadas que nada agradou o povo campista. O Prefeito de Campos, Wladimir Garotinho e seu assessores, causaram aglomeração de uma parte das pessoas- que passam por um mal social reconhecida fome- além de adeptos políticos e curiosos, nesta sexta-feira (7), no decorrer da inauguração do Restaurante do Povo, uma reintegração dos patriarcas do próprio, denominando-se Restaurante Popular e também do povo, à estreita Rua Lacerda Sobrinho no Centro de Campos.

Vale ressaltar, que projeto popular do pudor familiar deste solo- cabe nos países de terceiro mundo. Campos dos Goytacazes de passado não muito distante, da realidade dos bilhões e tanto permanecendo no quinto mundo. Vale refletir?

A ação contou com um palco, onde discursou a velha politicagem. Entretanto, a prefeitura da cidade esqueceu de cumprir o seu próprio decreto no combate ao coronavírus, que proíbe qualquer ato ao ar livre, assim, evitar acumulo de pessoas. Comerciantes, funcionários de estabelecimentos comerciais, músicos, artistas, área do turismo, garçons, entre outras categorias vivem à míngua.

O município afundado em dívidas, hoje, vem desde do patriarcado no poder. Resplandece o pedido longe de desculpas. “Peço desculpas ao povo de Campos pela aglomeração causada hoje na reabertura do Restaurante do Povo. Mesmo pedindo que todos seguissem normas de segurança, não foi possível evitar. Nossa intenção em dar alimento aos que precisam é nobre, reconhecer uma falha também é”, escreveu o prefeito em algum lugar.

“A falta de justiça, é o grande mal da nossa terra, o mal dos males, a origem de todas as nossas infelicidades, a fonte de todo nosso descrédito, é a miséria suprema desta pobre nação”. Enfatizou o sábio.