MACHÃO DA CIVIL | Policial machão atira em mulheres durante manifestação com fuzil no Interior do Estado do Rio

Policial com um fuzil na mão saiu da delegacia e disparou, conta testemunha. Polícia diz que vai investigar conduta de agente durante protesto contra feminicídio.

477

Uma manifestação de mulheres contra o feminicídio terminou de forma violenta em Paraty (RJ), nesta segunda-feira (10). Aproximadamente 50 pessoas protestavam em frente à delegacia da cidade quando um agente armado saiu e disparou.

“Algumas [mulheres] foram colar cartazes na frente do vidro da polícia. E de repente sai de dentro um policial com um fuzil na mão (sem uniforme e sem máscara) que deu dois tiros no chão! Do lado de mulheres e crianças que protestavam pacificamente!”, disse uma das mulheres que estava no local e preferiu não ser identificada.

“Ficamos muito assustadas e chocadas com tanta violência e abuso do poder”, completou ela.

Ainda de acordo com a testemunha, as mulheres estavam “pedindo o fim da violência contra as mulheres” e receberam “mais violência da polícia”.

Apesar da confusão, ninguém ficou ferido. Antes de chegar à delegacia, o grupo passou pela Câmara Municipal, onde se manifestou pela criação do Observatório do Feminicídio em Paraty e circulou pelas ruas da cidade.

Em nota, a Polícia Civil disse que instaurou um procedimento para apurar os fatos, inclusive a conduta do policial. Informou, também, que uma reunião com a liderança do movimento de mulheres foi agendada para esta terça-feira (11) para ouvir suas reivindicações.

O RLAGOS perguntou se a ação adotada pelo agente segue as diretrizes da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, mas não teve uma resposta sobre isso até a publicação desta reportagem.