Policial civil morto no Jacarezinho poderá receber promoção post mortem por bravura

Deputado Filippe Poubel fez solicitação ao governador, em benefício da família do inspetor André Leonardo Frias

226

O inspetor da Polícia Civil André Leonardo de Mello Frias, que foi morto com um tiro na cabeça durante operação realizada na comunidade do Jacarezinho, Zona Norte do Rio, na última quinta-feira (6), poderá receber promoção post mortem por bravura. O deputado estadual Filippe Poubel (PSL) formalizou um pedido ao governador Cláudio Castro (PSC) nesta terça-feira (11), após tomar conhecimento que colegas de farda do policial estão fazendo uma vaquinha para ajudar a família do inspetor.

O deputado justifica que a promoção encontra amparo no artigo 22 da Lei n° 3586/2001, bem como no Estatuto dos Policiais Civis e seu regulamento.

O inspetor André Frias era casado e tinha um enteado de 10 anos. Filho único, ele deixa a mãe, acamada há três anos por causa de um AVC. O pai do policial já faleceu. “Perdemos um herói assassinado covardemente por marginais. Nada ameniza a dor da família, mas é questão de justiça a viúva receber proventos maiores, pois sabemos a realidade financeira dos policiais. Além disso, a promoção post mortem seria mais um reconhecimento ao valoroso trabalho prestado pelo inspetor à sociedade”, afirma Filippe Poubel.

Na solicitação ao governador, o deputado pede ainda que todos os policiais que participaram da operação no Jacarezinho, que resultou na morte de outras 27 pessoas, também sejam promovidos por bravura em seus cargos e postos.

“Foram 27 criminosos retirados do convívio social. Os cidadãos de bem daquela comunidade e todo Estado do Rio reconhecem o êxito da operação e a bravura dos honrosos policiais envolvidos”, conclui Filippe Poubel.

Quem tiver interesse em ajudar na vaquinha para ajudar a família do policial André Frias, pode contribuir com transferências de qualquer valor pela conta corrente 28153-4 (agência 9291 – Banco Itaú).