Pesquisa: Bitcoin está nos investimentos de 46 milhões de pessoas nos Estados Unidos

109

A popularidade do Bitcoin e criptomoedas no geral parece estar se intensificando nos Estados Unidos.

Segundo uma pesquisa realizada pelo grupo Digital New York (NYDIG), cerca de 46 milhões de estadunidenses investem em Bitcoin. Este número representa 17% da população adulta do país.

Divulgado na quarta-feira (12) pelo Newsweek, o levantamento também revela que 75% dos entrevistados gostariam de ter mais informações sobre anuidades e seguros de vida com Bitcoin.

Interesse em Bitcoin

A pesquisa contou com a participação de 1.050 consumidores com renda anual de pelo menos US$ 50 mil. Os dados foram compilados por idade, etnia, sexo, educação e geolocalização.

Embora a estatística aponte para 46 milhões de estadunidenses com Bitcoin, cerca de 53% dos entrevistados informaram não ter ativos digitais. No entanto, cerca de 55% consideram investir em criptomoedas.

Bitcoin em seguradoras

Os pesquisadores aproveitaram para perguntar como os entrevistados se sentiriam se as seguradoras investissem menos de 2% do seu capital em Bitcoin.

As respostas penderam para as moedas digitais. Cerca de 43% disseram aceitar a proposta, enquanto 42% “considerariam”. Apenas 15% não aprovaram a sugestão.

Além disso, a pesquisa revelou que cerca da metade dos entrevistados desejam receber alguns ou todos os benefícios do seguro em BTC.

Otimismo do mercado

Uma pesquisa realizada pela MagnifyMoney, este ano, descobriu que 62% dos investidores de criptomoedas acreditam que ficarão ricos.

Embora não tenha sido colocado em evidência, as recentes adesões de grandes investidores às criptomoedas podem ter despertado esse otimismo.

Recentemente, PayPal, Visa, Tesla e MicroStrategy anunciaram investimentos ou expansão de mercado por meio de Bitcoin.

Apenas em 2021, a criptomoeda valorizou em 95,60%. Atualmente, o BTC é cotado a US$ 56.712,99, cerca de R$ 296.574,91.

Valorização de mercado

Além do Bitcoin, grupos de altcoins também exibiram crescimentos significativos, como Ethereum e Dogecoin.

Após atingir a máxima histórica (ATH) de US$ 4.357,72, o ETH alcançou um valor de mercado de quase US$ 500 bilhões.

Já a Dogecoin apresentou um crescimento de 880% desde abril. Além disso, a SpaceX negociou uma carga espacial comercializada integralmente em DOGE este mês.