O SUFOCO ACABOU | IML de Cabo Frio começara as obras após Governador atender pedido de Dr Serginho

233

O Instituto Médico Legal de Cabo Frio, finalmente, será reformado e reaberto, depois de seis anos fechado, graças a um termo de coorperação técnica assinado na tarde desta sexta-feira (21) entre o Secretário de Ciência e Tecnologia, Sérgio Luiz Azevedo Filho, o Doutor Serginho, e o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, com o aval do governador Sérgio Castro. O portal RLagos Notícias transmitiu, ao vivo, com exclusividade, do Palácio Laranjeiras, sede do Governo do Estado, a reunião de assinautra do documento.

O termo de cooperação técnica vai permitir a reabertura imediata do IML de Cabo Frio, enquanto aguarda as obras do novo prédio, que serão executadas com recursos repassados pela ALERJ, destinados a melhorias nas área de segurança, entre eles, reforma de unidades do Instituto Médico Legal (IML). O projeto, a cargo da EMOP, já estaria pronto.

O Termo de Cooperação Técnica prevê que a Secretaria de de Ciência e Tecnologia, do Doutor Serginho, execute as obras de reforma do prédio, ao lado do Cemitério Santa Izabel. A Secretaria de Polícia Civil, será a responsável pelos peritos criminais que vão garantir a retomada do serviço de necrppsia em Cabo Frio. Allan Turnowski, anunciou, inclusive, que o governador Cláudio Castro autorizou, mesmo em regime de recuperação fiscal, a abertura de concurso público par a contratação de 30 peritos, sendo 25 legistas.

O governador Claudio Castro parabenizou o Doutor Serginho pela luta, desde 2019, ainda na Assembleia Legislativa pela reabertura do IML em Cabo Frio e lembrou que a polícia civil foi vítima, nos últimos anos, de um processo de sucateamento que fez com o que o Estado perdesse o poder de investigação. O governador disse que a restruturação da polícia vai recuperar a capacidade de investigação e de elucidação do Estado.

— Eu acredito muito que é com investigação, inteligência e qualificação que a gente vai conseguir fazer uma política pública de segurança de qualidade, comentou o governador.
Serginho frisou que o termo de cooperação técnica além de permitir a reabertura do IML vai acabar com o sofrimento das famílias que perdem seus entes queridos e são obrigadas a enfrentar uma longa e dolorosa espera pela necropsia que é feita em Macaé ou São Gonçalo.

—Há mais de seis anos as famílias sofrem com esse transtorno num momento de dor mas, com esse ato, a gente está dando um grande passo na melhoria da qualidade de vida da população da Região dos Lagos como um todo, ressaltou Serginho.
A necropsia é um exame que precisa ser feito em casos de morte violenta ou de causa desconhecida para apresentar informações importantes que ajudam nas investigações e nas causas da morte.