ZÉ DO RETROCESSO | Bonifácio aposta no atraso ao comprar frota para município

177

O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, optou por governar na contramão da modernidade e de mãos dadas com o atraso ao optar por equipar a prefeitura com uma frota própria de veículos em vez de terceirizar o maquinário. O prefeito de São Pedro da Aldeia, Fábio do Pastel anunciou, numa live no sábado, que vai seguir o mesmo modelo e também acabar com a o aluguel do maquinário com investimento inicial de R$ 15 milhões para compra de tratores e retroescavadeiras.

O prefeito cabo-friense saiu na frente e, na semana passada, apresentou duas retroescavadeiras compradas com recursos próprios da prefeitura e que, segundo ele, irão agilizar o atendimento das demandas da população. Bonifácio, em publicação numa rede social, disse que a compra das máquinas representam economia para o município e o fim de contratos de locação e lembrou que nos mandatos anteriores, na década de 80 e nos anos 70, a preocupação dele foi aumentar o patrimônio do município e reduzir as despesas.

Estudos, entretanto, revelam o contrário. A terceirização de serviços tem crescido no setor público, gerando eficiência e redução de custos de manutenção. A terceirização tornou-se uma solução para governos que priorizam maior eficiência em suas ações públicas.

A terceirização da frota é a solução mais viável em períodos de crise onde é preciso cortar custos de investimentos com aquisição e manutenção de veículos. Os mesmo estudos comprovam que terceirizar exige menor investimento, reduz a estrutura administrativa; permite maior previsibilidade de custos, além disso, a legislação recomenda os aluguéis pois manter uma frota própria não faz parte da atividade-fim do governo.