EDUARDO DA RODINHA | Incompetência no Rio libera rodas de samba, mas mantém boates fechadas mediante o colapso mortal da covid-19

Nos bares e restaurantes, a distância entre mesas cai de dois metros para 1,5 metro. Antes também havia um limite de horário para música ao vivo em bares e restaurantes: 23h. Essa proibição deixou de existir.

176

A Prefeitura do Rio flexibilizou algumas medidas de combate ao coronavírus. Uma delas é a liberação das rodas de samba.

Um decreto do prefeito Eduardo Paes (PSD) publicado nesta sexta-feira (28) no Diário Oficial determina um conjunto de regras até o dia 14 de junho.

O que mudou?

  • Nos bares e restaurantes, a distância entre mesas deveria ser de dois metros. A partir de agora, o afastamento pode ser de 1,5 metro;
  • Antes também havia um limite de horário para música ao vivo em bares e restaurantes: 23h. Essa proibição deixou de existir.
  • Também não há mais menção à proibição da chegada de ônibus fretados na cidade.

Permanecem proibidos:

  • Funcionamento de boates, danceterias e salões de dança;
  • Realização de festas que precisem de autorização temporária em áreas públicas e particulares.

Rodas de samba

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, rodas de samba foram liberadas — ao contrário das boates — pois nas rodas é mais fácil seguir as regras de proteção à vida.

“Tem de haver distanciamento, não pode aglomerar”, explicou Soranz. “Numa boate, é mais apertado”, justificou.

A TV Globo apurou que a categoria questionou por que apresentações ao vivo tinham sido liberadas, e rodas não.

50 mil mortos

Em ritmo mais que duas vezes mais acelerado que no início da pandemia, o RJ ultrapassou, nesta quinta-feira (27), a marca de 50 mil mortos por Covid.

Da primeira morte na pandemia até a de número 10 mil, houve um intervalo de 103 dias. Entre 40 mil e 50 mil, foram 43 dias. Veja a evolução dos óbitos:

  • 1 a 10 mil mortes – 103 dias
  • 10 mil mortes a 20 mil mortes – 114 dias
  • 20 mil mortes a 30 mil mortes – 103 dias
  • 30 mil mortes a 40 mil mortes – 71 dias
  • 40 mil mortes a 50 mil mortes – 43 dias