Macaé pode se tornar líder nacional na produção de energia

193

O prefeito de Macaé, Welberth Rezende, esteve reunido na tarde da última sexta-feira (21) com o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e com o secretário nacional de Óleo, Gás e Biocombustíveis, José Mauro. O encontro teve objetivo de apresentar a potência econômico macaense, além de alavancar novas possibilidades para o município.

Na reunião, foi apresentado ainda o potencial energético de Macaé, que, com 14 projetos de usinas termelétricas, pode se tornar uma “nova Itaipu”, assumindo a liderança nacional da produção de energia.

“Nós já temos uma Unidade de Processamento de Gás (UPGN) que é a maior da América Latina, que é Cabiúnas, com capacidade de produzir 25 milhões de metros cúbicos. Já temos um projeto de construção de uma mova UPGN com capacidade de processar mais de 60 milhões de metros cúbicos. Isso tudo mostra o potencial que a cidade tem de prover energia para o Brasil”, disse o prefeito Welberth Rezende.

O ministro Bento Albuquerque destacou que o Governo Federal tem interesse em investir na cidade, já que Macaé é destino das principais rotas de gás do Brasil.

“Macaé é uma das maiores beneficiadas pelo Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos (Promar). O programa tem como foco a revitalização dos campos maduros atraindo investimentos e milhões de dólares e investimentos”, destacou o ministro, afirmando que pretende levar o próximo seminário do Promar para o município.

“Os investimentos na cidade de Macaé são fundamentais para a recuperação econômica do país”, completou.

Novo Porto

Na ocasião, o empresário Fabiano Crespo fez uma apresentação dos investimentos do Grupo Vale Azul. Em Macaé o grupo é o responsável pela construção da termoelétrica Marlin Azul, do novo Porto e de empreendimentos como o Complexo Logístico e Industrial de Macaé (Clima).

“Pretendemos iniciar a obra do porto já no primeiro trimestre de 2022 com previsão do início de operação para 2024. Temos na prefeitura de Macaé uma parceria estratégica na condução destes projetos que vão gerar milhares de empregos nos próximos anos”, disse Fabiano.