Defesa Civil realiza vistoria na Escola Vital Brasil após incêndio criminoso em São Pedro da Aldeia

186

SÃO PEDRO DA ALDEIA – A Defesa Civil de São Pedro da Aldeia realizou uma vistoria técnica na Escola Municipalizada Vital Brasil, na manhã deste sábado (29). A unidade escolar, localizada no bairro Ponta do Ambrósio, foi atingida por um incêndio na noite desta sexta-feira (28). A inspeção do local visa apurar a causa do fogo.

O governo municipal aguarda o resultado dos relatórios periciais do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil. A área atingida foi isolada. A ação foi acompanhada pelo secretário de Educação, professor Elias Valadão e pela diretora da escola, Iara Azevedo.

Segundo o coordenador da Defesa Civil aldeense, Ricardo de Lima, uma nova visita irá acontecer na manhã da próxima segunda-feira (31) com um engenheiro para avaliação das estruturas da escola.

“Ainda pela manhã, surgiram pequenos focos de incêndio que foram rapidamente controlados. Estamos interditando a área atingida pelo fogo para evitar quaisquer riscos à população. Neste primeiro momento, já podemos identificar o comprometimento da estrutura do prédio, com ao menos uma viga que está cedendo e com rachaduras. Solicitei a presença de um engenheiro na manhã de segunda-feira (31) para fazer a avaliação completa das estruturas”, relatou. 

Na noite de sexta-feira (28), a contenção das chamas foi realizada pelo Corpo de Bombeiros, que foi acionado ao local por moradores. As equipes contaram com apoio da Defesa Civil Municipal e da Polícia Militar. O prefeito, Fábio do Pastel, o secretário de Educação professor Elias Valadão, e a diretora Iara Azevedo estiveram presentes. 

O secretário de Educação lamentou o ocorrido e informou que a pasta está acompanhando de perto todo trâmite de relatórios da perícia. “Em nome de toda a Secretaria de Educação, lamento profundamente o ocorrido e aguardo o laudo pericial que irá apurar as causas do incêndio. Estou avaliando, também, junto à direção da escola, como se dará o atendimento da unidade na próxima semana após análise das estruturas pelas equipes técnicas”, disse o professor Elias Valadão.

A escola, que era estadual, foi municipalizada em dezembro de 2019 e com a pandemia, estava atendendo cerca de 200 alunos do 1° ao 5° ano de forma remota, com atividades impressas. 

Escola ficou destruída em São Pedro da Aldeia (Imagens (Agência Rlagos)

O fogo atingiu principalmente a sala de arquivos, a diretoria da unidade e uma sala multifuncional. A gestão municipal ressalta que lamenta profundamente o ocorrido e presta solidariedade a toda comunidade escolar.