BOMBA DO ZÉ| Vereador de Casemiro de Abreu recebe da prefeitura de Cabo Frio salário integral com hora extra sem trabalhar, ‘veja os documentos vazados’

1424

CABO FRIO – O vereador Wellington Azevedo dos Santos, de 38 anos, primeiro secretário da Câmara Municipal de Casimiro de Abreu, com salário líquido mensal de R$ 6.513,76 está lotado na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Pública (SEDHSEG) de Cabo Frio, onde recebe, sem trabalhar, salário integral no valor de R$ 3.646,85.

O Rlagos teve acesso, com exclusividade, ao contra cheque do servidor de Cabo Frio, que se elegeu vereador de Casimiro de Abreu com 687 votos nas eleições municipais do ano passado, pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) e também a escala da Guarda Civil, onde o nome dele não aparece nas escalas de plantão do mês.

Wellington, admitido em novembro de 2019, tem salário base de R$ 1.211,48 mas os vencimentos dele, apesar de não trabalhar, dobram com uma série de benefícios que vão desde Hora Extra, Adicional Noturno, Gratificação de Plantão, risco de vida e até auxílio alimentação.

O contra cheque, datado desta segunda-feira (31), especifica os valores e comprova que ele recebeu, além do salário base de R$ 1.211.48, Hora Extra 50% no valor de R$ 407,06; Acional Noturno de R$ 135,69; Hora Extra (100%) no valor de R$ 814,11; duas Gratificações de Plantão de R$ 363,44; além de R$ 120,00 de Auxílio Alimentação e R$ 484,59 de risco de vida (40%) que totaliza um salário bruto de R$ 3.899,81. O valor líquido é de R$ 3.646,55 com descontos do Imposto de renda e IBASCAF que somam R$ 240,13.

O nome de Wellington, apesar do salário e dos benefícios pagos pela prefeitura de Cabo Frio, não aparece em nenhuma escala de serviço do mês que o RLagos teve acesso. A escala determina os guardas e as equipes que estarão no plantão de 24 X 72 – de 7h às 7 h dos dia seguinte – e os que deverão cumprir expediente – de 10 h às 19 h – nos mais diversos postos da cidade.

A escala determina nominalmente, por exemplo, as cinco equipes formadas por quatro guardas cada uma que atuarão nas diversas viaturas, inclusive ROMU, além daqueles que estarão nos chamados postos fechados, como o portão da Base de São Cristóvão, Depósito Público, Prefeitura, Secretarias de Fazenda e Saúde, entre outras que justificam adicionais de periculosidade.

O nome do vereador de Casimiro, que é fantasma de Zé em Cabo Frio, também não aparece na escala de serviço da Guarda para cumprir expediente em postos como a Guarita da Praça Porto Rocha, Conselho Tutelar, Largo Santo Antônio ou Avenida Assunção, apesar dos salário e dos benefícios que recebe,. indevidamente, dos cofres públicos de Cabo Frio.