Alerj homenageia policias civis de Arraial do Cabo. Moção é entregue à delegada que esteve à frente da DP

127

A delegada Patrícia Aguiar e os policiais civis da Delegacia de Arraial do Cabo (132a DP) receberam, no início da noite desta segunda-feira (31), uma honraria da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) pelos trabalhos que foram desenvolvidos na Região dos Lagos durante o período em que a delegada esteve à frente da 132a DP, entre 2020 e início de 2021.
A moção de aplausos e congratulações pelos relevantes serviços prestados à sociedade foi entregue, pessoalmente, à delegada Patrícia Aguiar pelo deputado estadual Danniel Librelon, que fez o pedido, aprovado pela Alerj.

O documento cita a implementação, em Arraial do Cabo, do projeto As Guardiãs, de combate à violência doméstica e ao abuso infantil, que deu celeridade às investigações e humanizou o atendimento às vítimas. Em menos de dez meses, foram 103 casos de Maria da Penha e 12 de estupro de vulnerável investigados pela equipe comandada pela delegada Patrícia Aguiar e 65 agressores foram indiciados.

Além disso, destaca que a delegada criou o Núcleo de Homicídios e Combate ao Tráfico de Drogas da delegacia de Arraial do Cabo e que, em parceria com a Polícia Militar e Ministério Público, foram presos cerca de 130 criminosos e 128 foram indiciados.
São lembradas também as operações de combate à corrupção e a fraudes, realizadas por Patrícia Aguiar enquanto esteve na Região dos Lagos. Entre elas, a Operação Máquina de Rapina, que investigou uma quadrilha de funcionários e ex-funcionários da Prefeitura que aplicavam golpes imobiliários, e a Operação No Fio do Bigode, que desmantelou um esquema criminoso de fraude em licitações e desvio de verbas da Saúde durante a gestão do ex-prefeito Renato Vianna.

A moção reforça o empenho dos policiais civis da 132a DP e frisa que a delegacia de Arraial do Cabo “ganhou destaque nacional pelos sucessivos trabalhos relevantes realizados, principalmente, no que diz respeito ao combate à corrupção e à violência doméstica” e destaca que “a delegada Dra. Patrícia Aguiar, ao longo dos seus 20 anos de carreira, desempenhou sua função com excelência”.

Ao receber a honraria, a delegada Patrícia Aguiar destacou a dedicação dos policiais de Arraial.

“É uma honra receber esta homenagem e representar toda a equipe de policiais civis da delegacia de Arraial do Cabo. Devo a eles tudo o que fizemos na cidade. Sem tanto empenho e dedicação, não seria possível realizar tantos trabalhos importantes. Eles são incríveis. Agradeço também às equipes da 6a Companhia da Polícia Militar e ao Ministério Público pela incrível parceria. Minha passagem por Arraial do Cabo foi marcante para mim, pelo que desenvolvemos e pelas pessoas que conhecemos”, disse Patrícia

Aguiar, que, atualmente, está à frente da 4a DP, no Centro do Rio. A moção cita também o currículo da delegada, destacando suas passagens por delegacias especializadas e lembrando que Patrícia Aguiar foi a primeira mulher a comandar uma Delegacia de Repressão a Entorpecentes no Rio de Janeiro.

“Ofereci a moção à delegada e toda equipe da 132a DP por toda a sua carreira, mas, principalmente, pelos 10 meses em que esteve à frente da delegacia de Arraial do Cabo, onde teve uma brilhante atuação”, disse o deputado Danniel Librelon.