Colunista Manoel Atanásio | O pai autoritário, a mãe submissa e os filhos que sofrem!

335

Raramente alguém que nasce e cresce numa família desestruturada alcança sucesso na vida. Essa relação de abuso e submissão gera pessoas inseguras e sem perspectivas. Indo para o lado político de nossa cidade eu faço aqui uma analogia que representa tudo isto que falei acima.

PAI AUTOTÁRIO – PREFEITO

Ter a maioria na câmara de vereadores representa e muito para qualquer prefeito, pois tendo a maioria ele dita as regras do que pode ser votado ou deve ser rejeitado e vou além, ele se encontra por trás das sessões que não são realizadas por falta de quórum de sua base aliada.

Como um PAI AUTORITÁRIO tal prefeito age conforme as suas convicções, pois ele é o dono da casa e mesmo que suas ações prejudiquem o futuro de toda a família, elas devem ser obedecidas. Afinal é este PAI AUTORITÁRIO quem mantém os caprichos e desejos da MÃE SUBMISSA e para esta mãe “vale apena” pagar o preço de um futuro desgraçado para seus FILHOS QUE SOFREM.

MÃE SUBMISSA – VEREADORES DE SITUAÇÃO

Se algo incomoda a este PAI AUTORITÁRIO, o que ele faz? Logo dá ordem a MÃE SUBMISSA que aja conforme ele manda.

A MÃE SUBMISSA por sua vez, mesmo sabendo que tal ação ou ações irá prejudicar os FILHOS QUE SOFREM ela não hesita em respeita-lo, já que tem sempre uma desculpa para apresentar para seus FILHOS QUE SOFREM. Destas desculpas a mais frequente é a “DEVEMOS MANTER A HARMONIA ENTRE OS PODERES”.

FILHOS QUE SOFREM – POPULAÇÃO

Assistindo essa promiscuidade entre o ABUSSO e AUTORITARISMO do PAI e a SUBMISSÃO da MÃE os FILHOS QUE SOFREM vão se virando como podem e crescem sem um norte para seguir. Este FILHOS QUE SOFREM logo se prostituem e passam a agir de igual modo, não respeitando regras e deveres, pois sabem que se a MÃE é SUBMISSA ao PAI AUTORITÁRIO certamente perdoará qualquer manifestação de seus FILHOS QUE SOFREM, mesmo que sejam nefastas.

O ATRASO – PAUTAS QUE JÁ DEVERIAM TER SIDO VOTADAS

Usando o argumento da pandemia o presidente da câmara retira as sessões de quinta e a casa passa a trabalhar somente as terças, porém quando não há quórum como na última terça (25/05) e hoje (01/06) a cidade fica estagnada e essa estagnação só beneficia quem trabalha contra a cidade ou quer tempo para formar estratégias que certamente irá contra a cidade.

Por outro lado, nós cidadãos, não sabemos se há descontos em folha para estes vereadores faltosos, já que se quer temos um portal de transparência na câmara, ficando assim impossível de se saber o que foi feito com os quase R$ 7 milhões que a câmara recebeu nestes seis primeiros meses de gestão.

RESUMINDO

Não se pode esperar um futuro promissor de uma FAMÍLIA DESESTRUTURADA, onde o PAI AUTORITÁRIO manda, a MÃE SUBMISSA obedece e os FILHOS QUE SOFREM seguem abandonados.

Eu sou Manoel Atanásio e isto é tudo, por enquanto!