Sputinik V é autorizada pela ANVISA e Cabo Frio poderá comprar R$ 7,5 milhões em doses

91

Após Reunião Extraordinária da ANVISA nesta sexta (04), a importação da vacina Sputinik V foi autorizada pela agência reguladora do Brasil. Segundo o Diretor Relator Alex Machado Campos, a fabricante enviou novos relatórios de eficácia e qualidade que supriram os requisitos anteriormente apontados como insuficientes pelo órgão brasileiro.

Esta decisão impacta diretamente a cidade de Cabo Frio, já que o os poderes executivo e legislativo decidiram incluir a cidade no Consórcio da Frente Nacional de Prefeitos e reservar 7,5 milhões de reais para aquisição de doses que podem ser aplicadas sob gestão direta do município.

Frente a lentidão do Governo Federal na aquisição de doses, a liberação da Sputinik V é extremamente positiva para o Brasil. Os próximos passos serão divulgados pelo consórcio e o mandato acompanhará de perto. É mais vacina no braço do cidadão cabo-friense!

“A autorização, ainda que com reservas, é uma vitória da ciência, da humanidade, da fé, sobre a politização que só fez aumentar o luto e a dor entre as nossas famílias”, avalia o prefeito Fabiano Horta. “Mas vamos continuar agindo sem medir esforços no sentido de obter a liberação que nos garanta acelerar a vacinação da nossa população”, completa.

Ainda segundo o presidente do ICTim, a decisão se deu sobre o pedido dos estados. “Nós entramos quarta-feira e a Anvisa deve analisar o nosso na semana que vem. Mas o voto do relator já trazia sugestões que encaminhamos, o que indica que ele já teria analisado”, acrescenta Celso Pansera, referindo-se à proposta de submeter cada lote recebido da Sputnik V à análise de instituições científicas brasileiras, como a Fundação Oswaldo Cruz.

O imunizante russo já foi aplicado em mais de 35 milhões de pessoas e teve eficácia de mais de 97%, registrada em testes de campo com 3,8 milhões de pessoas.