Colunista Luiz Cláudio Junior | Eduardo Paes x Cláudio Castro no Estado do Rio de Janeiro

235

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), e o prefeito da cidade do Rio, Eduardo Paes (PSD), estão em pé de guerra. Os dois agora estão em novos partidos. Castro saiu do PSC de Wilson Witzel e foi para o PL. Já Paes, deixou o DEM de ACM Neto e se filiou ao PSD.

A polarização no Estado fluminense começou. Em uma entrevista recente a TV Bandeirantes, a qual os dois (Castro e Paes) deram juntos, ficou nítida a rivalidade entre ambos.

No começo do ano de 2021, o chefe do executivo carioca tentou levar Castro para o seu lado. E quase conseguiu. Paes só não teve êxito em convencer o governador, porque a família Bolsonaro entrou no circuito e o conveceu a fechar com os bolsonaristas.

No entanto, o eleitorado de direita ainda olha com desconfiança para Castro. Em contrapartida, o grupo da esquerda liderado por Paes, aposta nessa falta de fé do eleitor conservador na candidatura de Cláudio Castro para investir pesado em Marcelo Freixo (PSOL), em candidaturas chamadas de “corredor eleitoral” para ajudar a eleger Freixo e nas abstenções eleitorais das próximas eleições. Haja vista, que o povo carioca e fluminense estão descrentes da política em geral.

Uma outra sacada para eleger Freixo, seria a mudança de partido. Marcelo Freixo sairia do PSOL e iria para o PDT ou para o PSB. Freixo está conversando com as duas siglas e pode pintar em uma delas no ano que vem.

Eduardo Paes será o grande articulador político da eleição de 2022, Cláudio Castro a aposta do presidente Jair Bolsonaro no estado fluminense e Marcelo Freixo o candidato da esquerda caviar do Leblon.