Operação ‘Shipping Box da Policia Federal apreendem carros e dinheiros em condomínio de luxo em Cabo Frio

671

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (10) a Operação ‘Shipping Box’ contra o tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e formação de uma organização criminosa. De acordo com as investigações, o grupo alvo da ação é suspeito enviar cocaína para a Europa por portos de Santa Catarina e outros estados do país. Parte das substâncias ilícitas era fabricada na Bolívia.

Cerca de 250 policiais cumpriram 34 mandados de prisão e 50 mandados de busca e apreensão em 15 cidades de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro. No estado, 29 pessoas foram presas em ações que ocorrem em Joinville, Itapoá, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, Itajaí, Navegantes, Balneário Piçarras, Barra Velha, Itapema, Canelinha e Criciúma.

Há mandados em Paranaguá, Rio Grande, Mogi Mirim e Cabo Frio. A PF não detalhou os mandados por municípios. A Receita Federal também participa da ação.

Dinheiro encontrado durante as buscas em Santa Catarina — Foto: Polícia Federal/ Divulgação

Dinheiro encontrado durante as buscas em Santa Catarina — Foto: Polícia Federal/ Divulgação

Segundo o delegado Vinicius Faria, durante as investigações foram apreendidas aproximadamente 6 toneladas de cocaína e presas oito pessoas em flagrante delito em Santa Catarina. Nesta quinta, estão sendo sequestrados 68 veículos, 23 imóveis e 2 embarcações. Além disso, haverá o bloqueio de 30 contas bancárias de vários investigados.

Veículo apreendido durante operação — Foto: Polícia Federa/PRF
Veículo apreendido durante operação — Foto: Polícia Federa/PRF

Para embarcar as drogas, a organização criminosa e suspeita de cooptar funcionários dos portos, criar compartimentos falsos em caminhões para transporte de traficantes e cargas e até a criação de empresas de logística.

Além do envio de drogas para países da Europa, o grupo é suspeito pulverizar as substâncias para abastecer organizações criminosas dedicadas ao tráfico no Brasil. Alguns investigados são apontados por realizar esquemas de lavagem de dinheiro através de empresas fictícias e aquisição de ativos como ouro e até mesmo de criptomoedas.

A operação recebeu o nome ‘Shipping Box’ em alusão, em inglês, ao método de atuação da organização criminosa, que usava o sistema de despacho marítimo de drogas escondidas em contêineres. Os investigados podem responder pelos crimes de tráfico de drogas e formação de organização criminosa.

Os presos serão conduzidos às sedes da PF em Joinville e Itajaí, no Norte catarinense, e levados ao Presídio Regional de Joinville.

Drogas encontradas durante as investigações em Santa Catarina — Foto: Polícia Federal/Divulgação