Homem acusado de matar advogada em Petrópolis, RJ, é condenado a 45 anos de prisão

123

O homem acusado de sequestrar e matar a advogada Patrícia Sá Fortes em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, em janeiro deste ano, foi condenado a 45 anos de prisão. O corpo da vítima foi encontrado carbonizado.

O acusado, Rogério dos Santos, que já trabalhou com a família de Patrícia, foi condenado por latrocínio, que é roubo seguido de morte, e ocultação de cadáver.

Segundo as investigações da polícia, Rogério tentou assaltar Patrícia, mas foi reconhecido por ela. Ele então sequestrou a vítima, a matou a facadas e jogou o corpo na serra de Petrópolis.

O crime aconteceu na madrugada do dia 22 de janeiro. Rogério foi preso no dia seguinte e confessou o crime. Ele disse em depoimento que abordou a vítima porque precisava de dinheiro para pagar um aluguel.

O acusado já tinha anotações criminais por estupro, lesão, roubo e, na época do crime, havia deixado a cadeia há apenas quatro meses.

Ele foi preso na casa da namorada, na comunidade do Arará, em Benfica, na Zona Norte do Rio, por policiais civis da 106ª DP, com apoio da 105ª DP e Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). O carro da vítima foi encontrado com ele.