Operação da civil com apoio da P2 do 26ª BPM prende traficante em Petrópolis

127

Ha 01 (uma) semana o declarante com policiais do serviço reservado do 26º BPM vem desenvolvendo um trabalho, de inteligência na comunidade da Vila Felipe, bairro Chacra Flora, dominada pela facção  COMADO VERMELHO onde segundo informações o nacional M.  já conhecido das equipes recém egresso do sistema prisional onde estava preso pelo crime de tráfico de drogas, estaria novamente fazendo a mercancia em plena luz do dia, na sua residência rua Paulino Guimarães associando-se a elementos não identificados da comunidade do lote 15, da cidade de Caxias.

Assim, 17/06/2021, os policiais civis juntamente com a equipe do serviço reservado do 26º BPM sob o comando do Tenente TIOGO, seguiram para a rua referida, por volta das 15:00 horas, chegando ao local já conhecido pela equipe estacionaram próximo à casa do nacional M. onde passado cerca de dez minutos avistaram M. defronte a sua casa e adentrando um parte de baixo do imóvel em seguida chegou um elemento não identificado onde após um pequeno diálogo com ele  entregou um objeto a este elemento que se retirou do local permanecendo ainda na servidão.  

Na certeza que tratava-se de mercancia de drogas o declarante juntamente com a equipe desembarcaram e lograram deter o nacional M. R. S. DA S., onde na busca pessoal foi encontrado em seu poder dois saquinhos de plástico etiquetado com uma certa quantidade de erva seca picada tipo maconha com um selo com os dizeres: “COMPLEXO DO 15 FUMOU CHAPOU CV RESPEITA O CRIME GESTÃO INTELIGENTE R$ 10 reais” e a importância de R$ 20.00 (vinte) reais.

Ao perguntar ao  nacional M.  se o imóvel que ele tinha entrado momentos antes era habitado que este respondeu que não que pertencia aos seus tios mais ele tinha a chave, que o declarante perguntou se havia alguma droga no interior do imóvel e M. afirmou que sim e abriu a porta do imóvel franqueando a entrada onde foi encontrado numa sacola de plástico numa prateleira que no seu interior continha 41 (quarenta e um) saquinhos de plástico etiquetado com uma certa quantidade de erva seca picada tipo maconha com um selo com os dizeres: “COMPLEXO DO 15 FUMOU CHAPOU CV RESPEITA O CRIME GESTÃO INTELIGÊNTE R$ 10 REAIS”. Com estes dizeres na droga confirmou que o nacional M. teria se associado a elementos da comunidade do lote 15, da cidade de Duque de Caxias. Diante dos fatos foi dado voz de ´prisão dizendo de seus direitos constitucionais de manter-se calado e ao chegar a unidade policial poderia usar o telefone para avisar a família.