Inaugurada Trilha Ecológica Sensorial em Cabo Frio

120

Foi inaugurada na ultima sexta-feira (25), em Cabo Frio, a Trilha Ecológica Sensorial, que passa a ser a primeira trilha inclusiva e totalmente acessível de toda a região Costa do Sol. A solenidade ocorreu em meio à I Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador, que acontece no Parque de Exposições da Fazenda Campos Novos, em Tamoios, e termina neste sábado (26).

O projeto foi desenvolvido pela Prefeitura de Cabo Frio e conta com o apoio do Centro de Inclusão Social do Deficiente Visual (CISDV) e do Projeto Geoparque Costões e Lagunas. A cerimônia de inauguração contou com a presença da vice-prefeita, Magdala Furtado, além de secretários municipais, adjuntos, superintendentes e coordenadores.

“Muitas vezes, na correria do dia a dia, a gente não para pra entender e ver o outro com esse olhar de inclusão. Para mim, sendo daqui, de Tamoios, é um orgulho muito maior poder ver e participar do que está acontecendo hoje. A primeira trilha inclusiva da Costa do Sol é um marco na história de Cabo Frio e só temos a agradecer a todos que fazem parte disso”, afirmou a vice-prefeita Magdala Furtado.

Durante a abertura oficial da trilha foi realizada uma experiência com 10 convidados por vez, em respeito às normas sanitárias por conta da pandemia da Covid-19. Os participantes foram vendados e utilizaram uma corda para sentir o trajeto pelo qual caminhavam, demonstrando a possibilidade do acesso aos deficientes visuais.

A trilha é linear, plana, larga, e possui um quilômetro de extensão. No trajeto há diversas espécies de plantas identificadas com placas transcritas para o braille, onde o deficiente visual consegue identificar o nome popular e científico de qual espécie se encontra à sua frente, entre elas mamona, alfavacão, eucalipto, sansão do campo, maria sem vergonha, araçá, limão galego, pitanga, jenipapo, paulínia, sanhaçaiba, aroeira, marcela, erva baleeira, dormideira e jamelão.

A trilha está configurada para atender ao público de todas as idades e em especial as pessoas com qualquer tipo de deficiência, inclusive os cadeirantes. Durante o percurso, os participantes são estimulados a perceber os diferentes sentidos do próprio corpo através de ações vinculadas ao ambiente natural. Recebem ainda informações sobre as propriedades das espécies encontradas e sobre o contexto histórico cultural da Fazenda Campos Novos.

“Muito feliz de estar inaugurando mais uma trilha em Cabo Frio, e dessa vez uma trilha especial. Precisamos ter um olhar social e inclusivo em todas as áreas, e o turismo é um importante gerador de emprego e renda para o nosso município. Nosso objetivo é colocar nossa cidade em um patamar de turismo economicamente viável e acessível para todos”, disse o secretário de Turismo, Esporte e Lazer, Carlos Cunha.

Com um discurso emocionante que contou com uma intérprete de libras, a superintendente de Políticas Públicas da Pessoa com Deficiência, Maria Idalina Araújo, que é cadeirante, destacou a alegria de poder fazer parte da trilha sensorial, que inclui de forma integral a pessoa com deficiência nas trilhas de Cabo Frio.