Cláudio Castro indica delegado polêmico para conselho da Agenersa

149

A concessão da Cedae levou novos ares à Agência Reguladora de Energia e Saneamento (Agenersa), que vai fiscalizar os contratos recém-assinados.

Saem Silvio Carlos Santos Ferreira e o político de carreira Tiago Mohamed, e entram dois delegados da Polícia Civil. O governador Cláudio Castro (PL) já enviou os nomes de Rafael Menezes e Marcos Cipriano à Assembleia Legislativa.

Currículo

Menezes vai sair diretamente do gabinete de Castro, a quem assessora desde 2019.

Mas é a sabatina de Cipriano que tem tudo para esquentar os ânimos no Alerjão.

O moço tem ficha na Corregedoria da Polícia Civil, investigado por ter um patrimônio incompatível com a renda.

O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, na denúncia da Intocáveis 2, cita o nome de Cipriano como suspeito de eventual “prática delituosa”.

E, para complicar, ele ainda aparece num episódio mal explicado em 2018, que envolve Ronnie Lessa, acusado pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).