Padrasto e mãe são presos suspeitos de torturar, espancar e matar a própria filha de 4 anos em Petrópolis

222

Suspeitos de torturar, espancar e matar a própria filha de 4 anos, padrasto e mãe foram presos por policiais civis no fim da tarde desta sexta-feira, no Quitandinha, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

O homem, de 27 anos, teria espancado a menina, enquanto a mulher, de 29, foi levada preventivamente por ter omitido as agressões que teriam começado há meses. De acordo com informações da 105ª DP (Petrópolis), o crime foi descoberto na noite desta quinta-feira, quando a menina foi socorrida na UPA do Centro de Petrópolis, com traumatismo crânio encefálico em decorrência de espancamento. Ela passou por atendimento e chegou a ser transferida para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo as investigações feitas pela distrital, a menina já vinha sofrendo agressões desde janeiro. No episódio, ela teve as duas mãos e as costas queimadas com água fervendo.Pela perícia, a morte da menina foi caracterizada pela síndrome de silverman ou síndrome da criança espancada, que é diagnosticada pelas lesões com cicatrizações antigas e recentes.