Brasil ultrapassa 545 mil mortes por Covid; média móvel é a menor desde 26 de fevereiro

49
RJ - RIO DE JANEIRO/CORONAVÍRUS/SEPULTAMENTO - GERAL - Profissionais do Cemitério São João Batista, na zona sul do Rio de Janeiro, são vistos usando roupas de proteção durante um sepultamento, de possível vítima da covid-19, nesta quinta-feira, 02 de abril de 2020. 02/04/2020 - Foto: ALEXANDRE BRUM/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

O Brasil registrou 1.388 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta quarta-feira (21) 545.690 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.170 – o menor registro desde o dia 26 de fevereiro (quando estava em 1.148). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -19 % e aponta tendência de queda. É o 25º dia seguido de queda nesse comparativo.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta quarta. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

  • Quinta (15): 1.244
  • Sexta (16): 1.246
  • Sábado (17): 1.196
  • Domingo (18): 1.245
  • Segunda (19): 1.224
  • Terça (20): 1.197
  • Quarta (21): 1.170

De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média móvel de mortes acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, no dia 12 de abril.

Apenas o estado do Amazonas apresenta tendência de alta nas mortes.

Rio Grande do Norte não publicou o boletim epidemiológico nesta quarta.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia, 19.474.489 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 54.748 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 37.924 novos diagnósticos por dia – o menor registro desde o dia 7 de janeiro (quando estava em 36.452). Isso representa uma variação de -22% em relação aos casos registrados na média há duas semanas, o que indica tendência de queda também nos diagnósticos.

Em seu pior momento, a curva da média de diagnósticos chegou à marca de 77.295 novos casos diários, no dia 23 de junho.