Brasil conquista primeiras medalhas no judô e no skate em dia de show de Rebeca Andrade na ginástica

164

Rio – Após um primeiro dia “zerado”, o Brasil conquistou duas medalhas nesta madrugada e manhã de domingo nos Jogos de Tóquio. O primeiro atleta nascido no país a conseguir a premiação foi Kelvin Hoefler. O skatista obteve 36,15, só ficando atrás do japonês Yuto Horigome, com 37,18, e conquistou a prata, durante a madrugada. Já na manhã de domingo, na disputa do bronze, o judoca Daniel Cargnin superou o israelense Baruch Shmailo e conquistou a medalha.

Show de Rebeca Andrade

Nascida em São Paulo, Rebeca Andrade, de 22 anos, colocou o seu nome na história da ginástica artística brasileira neste domingo. Com uma apresentação excelente em todos os aparelhos, ela se classificou para a final do individual geral, atrás somente de Simone Biles, grande atleta do momento no esporte. Além disso, ela também vai disputar a final no salto e no solo. Outra brasileira a competir, Flavia Saraiva sofreu uma lesão no tornozelo durante apresentação no solo. A ginasta acabou desistindo de competir no salto e nas assimétricas, mas conseguiu se classificar para a final na trave.

Brasil tem dia bom na Natação

O Brasil viveu um dia de classificações nas piscinas de Tóquio. A equipe brasileira avançou para a final do revezamento dos 4x100m livre. Além disso,  o país avançou para as semifinais com Fernando Scheffer nos 200m livre e também nos 100m costas com Guilherme Guido. Felipe Lima acabou eliminado nas semifinais nos 100m peito e Guilherme Basseto não avançou nas semifinais nos 100m costas.

Empate no futebol e no handebol

O Brasil viveu um dia de empates nos esportes coletivos. No handebol feminino, a Seleção estrou empatando com um empate contra as representantes da Rússia. A partida terminou 24 a 24. No futebol masculino, a equipe de Jardine ficou no empate sem gols com a Costa do Marfim

Estreia de Medina e Scheidt

O dia também marcou a estreia de Robert Scheidt em Tóquio. Maior medalhista olímpico do Brasil, o velejador ficou na 11º posição na primeira regata da classe laser. Já Gabriel Medina, estreando, mas grande esperança de medalha, o brasileiro ficou em primeiro lugar na primeira bateria com 12.23 pontos. Já Bourez, somou 10.10 e Glatzer, 10. 

Surf tem dia positivo

Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima surfaram de acordo com a expectativa no dia da estreia do surfe feminino, na praia de Tsurigasaki, e avançaram às oitavas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Com isso, todos os representantes brasileiros do surfe estão garantidos na próxima fase, uma vez que Gabriel Medina e Italo Ferreira já haviam se classificado mais cedo, na disputa da categoria masculina.

Brasileira avança na Canoagem Slalom

A canoísta Ana Sátila, 25 de anos, teve um ótimo desempenho no primeiro e segundo percursos do Slalom K-1 – feminino. Campeã mundial júnior em 2014, a mineira ficou em quinto lugar na primeira volta e em sétimo na bateria seguinte na madrugada deste domingo (25). Conquistando vaga para a semifinal dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecerá na próxima terça-feira (28) às 2h (de Brasília).

Brasileira avança na Canoagem Slalom

Único representante do Brasil no remo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Lucas Verthein avançou às semifinais na categoria single skiff. Em prova disputada na madrugada deste domingo – horário de Brasília – o brasileiro terminou a sua bateria na segunda colocação e, no geral, ficou em quinto.