Estacionamento rotativo volta a ser cobrado em Cabo Frio

313

O estacionamento rotativo voltou a ser cobrado em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Carros com placa do município não pagam para estacionar.

A cobrança foi retornada neste sábado (04) e será cobrado dos condutores R$ 2 pelo período de uma hora de estacionamento contínuo nas vagas rotativas e o de R$ 10 pelo período de cinco horas no Estacionamento Vaga Certa, nas praias da cidade.

O estacionamento rotativo vai funcionar das 8h à meia noite todos os dias.

Segundo a Prefeitura, o contrato com a empresa que opera o serviço foi revisto e alguns ponto adequados para que o sistema voltasse a funcionar.

O pagamento do estacionamento é realizado pelo parquímetros espalhados pela cidade e pode ser feito com moedas, cartão de crédito ou débito; pelo 0800 9413444 ou pelo aplicativo Digipare que pode ser baixado no celular.

No horário comercial, haverá funcionários da Prefeitura orientando e fiscalizando o estacionamento.

De acordo com o município, em algumas áreas comercias, o condutor do veículo terá o prazo de até 10 minutos, que começa a contar no ato de estacionamento, para a emissão do bilhete comprobatório do pagamento da tarifa.

“Caso o veículo esteja ocupando uma vaga do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago, sem o pagamento da tarifa básica ou com o bilhete de estacionamento vencido, o condutor ou o proprietário deverá pagar a tarifa de regularização que corresponde ao valor da tarifa básica acrescida de 100% para cada hora ou fração, calculada de forma retroativa ao momento de apontamento da irregularidade”, informou o município.

Se o prazo previsto for ultrapassado, o condutor ou proprietário do veículo terá até 23h59 do dia seguinte à data de emissão da notificação para se regularizar, com o pagamento da tarifa de notificação que corresponderá a 20 vezes o valor da tarifa básica. Se

Se o prazo de regularização vencer, será considerado infração por estacionamento em desacordo às sinalizações de trânsito. Com isso, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana irá aplicar as penalidades previstas na legislação vigente.

Cinquenta por cento do valor arrecadado com o estacionamento rotativo será revertido para o Fundo Municipal de Transportes, os outros 50% serão destinados para a conta do Tesouro Municipal, informou a Prefeitura.