Polícia Civil prende falso promotor de Justiça que aplicou golpe em São Gonçalo

201

Rio – Um homem que se passava por promotor de Justiça foi preso em flagrante, nesta sexta-feira, 10, no bairro de Alcântara, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Ele foi detido por agentes da 74ª DP (Alcântara) depois de ir a um estabelecimento comercial onde trabalhava um dos clientes e exigir mais dinheiro para pagar os “custos do processo”.

De acordo com os policiais, o homem se aproximava das vítimas com a promessa de solucionar processos judiciais que tramitam na Justiça. Segundo os agentes, o falso promotor de Justiça induzia as pessoas a confiarem nele e afirmava que ganhariam as ações judiciais que ajuizassem. Para resolver tais pendências, ele solicitava, além dos honorários pelo seu trabalho, o pagamento dos custos do processo. A Polícia Civil informou que uma das vítimas teve um prejuízo de R$ 3 mil.

O falso promotor de Justiça chegou a se assustar durante a abordagem policial, que estava sendo filmada. Ainda conforme os policiais, ao ser abordado, o homem falou que era promotor de Justiça, mas, em seguida, desmentiu e disse que era advogado, dono de um escritório e que estava prestando serviço a uma vítima. No entanto, o suspeito  não apresentou documento que comprovasse sua versão.

Após revista pessoal, os agentes encontraram um distintivo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), uma carteira funcional falsa do Ministério Público e um simulacro de arma de fogo. O carro e um telefone celular usado por ele também foram apreendidos. O suspeito foi autuado pelo crime de estelionato.

A 74ª DP afirmou que solicita que possíveis vítimas procurem a delegacia para registrar o caso. As investigações continuam.