POUCA VERGONHA | Deputado Federal Eduardo Bolsonaro critica novas versões dos super-heróis de serem GAYS

206

Em uma postagem nas suas redes sociais, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou a nova versão dos heróis das revistas em quadrinhos como Capitão América, Robin e Superman, que terão versões gays a partir de agora.

O deputado postou uma foto do seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, com uma criança nas costas vestida de polícia e segurando um fuzil de brinquedo, e uma outra com o Superman beijando um rapaz. Em uma das estrofes do seu post, escreveu: “Vários desses super-heróis inspiram adolescentes e crianças. Mas o problema é o garoto vestido de policial, não é mesmo?”

Robin, que faz dupla com Batman, será bissexual, Capitão América será homossexual e o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, Jon Kent, também será bissexual nesses novos HQs.

Eduardo aproveitou para criticar os cristãos, que se fazem de isentões e evitam o confronto se fazendo de pacifistas, deixando o caminho livre para que as crianças se tornem heróis, mas com esse novo modelo como exemplo.

“Chegou o dia em que se tornou obrigatório. Para ser aprovado pelo establishment midiático é preciso pagar um pedágio, eles querem decidir por você e ter em suas mãos o monopólio das virtudes.

Vários desses super-heróis inspiram adolescentes e crianças. Mas o problema é o garoto vestido de policial, não é mesmo?

Enquanto isso, você cristão isentão, que evita o confronto e age pensando ser um pacifista, nada mais faz do que asfaltar o caminho para seu filho se tornar um herói – mas deste novo modelo”, postou Eduardo Bolsonaro.