Vídeo mostra momento em que médico é executado e cai no canal na Barra da Tijuca no Rio

Imagens de câmeras de segurança mostram momento em que médico é atacado por criminosos na Barra. Corpo de Claudio foi cremado no Memorial do Carmo, Zona Portuária do Rio.

342

Um dos bandidos que atacaram Cláudio Marsili atirou na cabeça do médico. Com o impacto da bala, Cláudio caiu no canal da Rua Fernando Mattos. O criminoso ainda desceu até o leito do valão, onde o corpo estava, para roubar pertences (assista acima; as imagens são fortes).

Uma câmera de segurança da via registrou toda a ação, na manhã desta terça-feira (19), na Barra da Tijuca. É possível ver que o Sandero clonado onde estavam os ladrões já circulava pela Rua Fernando Mattos quando a Hilux de Marsili aparece.

O carro dos criminosos dá ré e para em frente à picape do médico. Um dos criminosos salta do Sandero e ataca Cláudio. Depois de pegar pertences no canal, o ladrão entra na Hilux de Cláudio e foge.

Os dois veículos foram recuperados pela polícia na região da Tijuca.

A clínica onde o médico chegava para trabalhar fica no Jardim Oceânico, a aproximadamente 500 metros da Delegacia de Homicídios da Capital, que passou a investigar o caso.

Corpo de médico morto na Barra da Tijuca é velado
Corpo de médico morto na Barra da Tijuca é velado

No início da tarde desta quarta (20), familiares e amigos realizaram uma missa de corpo presente no Memorial do Carmo, no Caju, Zona Portuária.

O corpo foi levado para cremação por volta das 13h20. Italo Marsili, um dos filhos e Claudio, chegou para o velório às 9h45.

Ítalo Marsili (E) no velório do pai, o médico Cláudio Marsili — Foto: Reprodução/TV Globo

Ítalo Marsili (E) no velório do pai, o médico Cláudio Marsili — Foto: Reprodução/TV Globo

Coroas de flores no velório de Claudio Marsili, no Memorial do Carmo, no Caju — Foto: g1
Coroas de flores no velório de Claudio Marsili, no Memorial do Carmo, no Caju

A Polícia Civil apura se uma quadrilha especializada em clonagem de veículos tem ligação com assassinato do médico, que tinha 64 anos.

Thiago Barbosa dos Santos, de 38 anos foi preso suspeito de envolvimento no crime. Ele tem 13 anotações na ficha criminal, a maioria por assalto.

Os policiais da Coordenadoria de Polícia Pacificadora disseram que Thiago reagiu à prisão quando foi encontrado no Morro do Turano, na Tijuca, Zona Norte da cidade.

Segundo os policiais , o suspeito estava com uma mochila que pertencia a Marsili. Também um carimbo e uma caneta do cirurgião estavam entre os pertences guardados na mochila.

Os agentes também conseguiram encontrar o carro usado pelos bandidos no Morro do Turano, que fica entre o Rio Comprido e a Tijuca. E também as chaves e as placas da caminhonete do médico.

Os investigadores concluíram que o carro usado no crime era clonado e identificaram o carro original. O dono verdadeiro do veículo prestou depoimento na Delegacia de Homicídios da Capital.

Possível elo com quadrilha que clona carros

Atualmente, a polícia investiga uma possível relação entre o crime e uma quadrilha especializada em clonagem de veículos.

Thiago Fernandes Virtuoso, conhecido como Tio Comel, é considerado o maior clonador de carros do Rio e tem base no Morro do Turano.

De acordo com os policiais, não é ele que comete os assaltos. Thiago recebe recebe carros de quadrilhas do rio inteiro, clona e revende.

O Disque-Denúncia oferece recompensa por informações sobre o paradeiro de Thiago Fernandes.

No fim da tarde, o Toyota de Marsili foi localizado na Rua Martins Pena, na Tijuca (veja a foto abaixo).

Hilux de médico foi encontrada horas após o crime — Foto: Divulgação