Mais de 16 mil pessoas estão em atraso com a segunda dose da vacina contra a covid-19 em Cabo Frio

146

A Prefeitura de Cabo Frio está convocando as pessoas que perderam o prazo e estão em atraso para tomar a segunda dose da vacina contra a covid-19. O levantamento atualizado do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde aponta que 16.668 pessoas ainda não retornaram aos postos de saúde para tomar a segunda dose da vacina, e por isso estão com a aplicação atrasada.

O número maior de faltosos é do imunizante do laboratório Pfizer, com 6.021 pessoas sem completar o ciclo vacinal. Em seguida, o imunizante do laboratório CoronaVac, com 5.900 pessoas pendentes e 4.747 pessoas que ainda não tomaram a segunda dose da vacina AstraZeneca.

Para este mês de outubro, a expectativa é de que 27.279 pessoas recebam a segunda dose do imunizante dos três laboratórios dentro do prazo previsto na caderneta de vacinação. Já para o mês de novembro são 23.125 pessoas aguardadas para receber a segunda dose e, no mês de dezembro, 1.022 pessoas.

A Secretaria de Saúde reitera o alerta sobre a importância de a população tomar a segunda dose. O intervalo entre as doses da vacina Coronavac/Butantan é de 28 dias. O intervalo entre as doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz é de três meses.

Já o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina Pfizer passou de 12 semanas para oito. A nova norma segue determinação do Ministério da Saúde. Quem completou oito semanas após a primeira aplicação da vacina deve comparecer nas unidades de saúde para receber a segunda dose.

Caso a pessoa contraia a doença, deve-se aguardar 30 dias após o resultado do exame positivo para se dar continuidade ao esquema vacinal. A coordenadora de imunização, Patrícia Freitas, ressalta que a eficácia prometida pela vacina foi determinada de acordo com estudos que testaram com as duas aplicações.

“A segunda dose é importante pois aumenta a proteção contra a covid-19 e ajuda a prolongá-la. Quem perdeu o prazo da aplicação, também deve comparecer para se vacinar. O estoque de imunização é separado em primeira e segunda dose, e as vacinas ficam reservadas”, explica Patrícia.

A aplicação da segunda dose dos imunizantes Pfizer acontece nas unidades de saúde que fazem a imunização contra a Covid-19, das 9h às 15h. Para receber a segunda dose das vacinas AstraZeneca e CoronaVac, o cidadão deverá se dirigir para os postos drive-thru, que atende qualquer pessoa que esteja no período para receber a segunda dose desses dois imunizantes, esteja ela a pé ou de carro.

Os dois pólos de drive-thru funcionam de terça a sexta-feira, das 9h às 15h. Em caso de alerta meteorológico, a vacinação no drive-thru pode ser suspensa. Especificamente no caso da Coronavac, quem não quiser tomar a segunda dose no drive-thru pode procurar o Posto de Atendimento Médico (PAM) de São Cristóvão, ou as Estratégia Saúde da Família (ESF) dos bairros Vila Nova, Jardim Peró e Samburá.

Para receber a segunda dose da vacina, é preciso apresentar documento de identidade oficial com foto, CPF ou cartão do SUS, comprovante de residência com endereço de Cabo Frio, e também a carteira de vacinação comprovando que a aplicação da primeira dose foi realizada na cidade. Caso a data marcada no cartão de vacinação seja em um fim de semana ou feriado, o morador deve se imunizar no próximo dia útil à data agendada.

A Prefeitura reforça que o mais importante para combater a disseminação do vírus é a conscientização da população que deve evitar aglomerações, deve utilizar máscaras de proteção facial, quando houver necessidade de sair de casa e respeitar as determinações do decreto que visam garantir a saúde do cabo-friense. O combate ao vírus é responsabilidade de cada cidadão.

DOSE REFORÇO

Seguir a data marcada no cartão de vacinação para aplicação da segunda dose é importante para que o município cumpra a meta de imunização da dose reforço. Com o objetivo de acelerar o calendário e garantir uma cobertura vacinal contra a covid-19 maior na cidade, Cabo Frio antecipou a aplicação da dose reforço para idosos acima de 60 anos, de seis para três meses após a segunda aplicação.

Para os profissionais de saúde o intervalo se mantém em seis meses, e para pessoas de 18 a 69 anos com alto grau de imunossupressão, o intervalo se mantém em 28 dias. A dose de reforço é aplicada somente para quem já foi vacinado contra o coronavírus no município de Cabo Frio.

Até o momento, apenas 2.327 idosos tomaram a dose de reforço na cidade. Para o mês de outubro são esperadas 14.581 pessoas. Para novembro deverão se imunizar com a dose de reforço 11.309 pessoas.

Os idosos acima de 60 anos e os profissionais de saúde poderão receber a dose de reforço na sexta (22), e em qualquer uma das unidades de saúde que vacinam contra a Covid-19. Pessoas de 18 a 69 anos com alto grau de imunossupressão serão atendidas na quinta-feira (21), no Posto de Atendimento Médico (PAM), no bairro São Cristóvão, e nas Estratégias Saúde da Família (ESF) dos bairros Monte Alegre, Tangará e Botafogo. A imunização acontece das 9h às 15h.

Para receber a vacina, sem exceções, precisam apresentar documento de identidade oficial com foto, CPF ou cartão do SUS, e comprovante de residência com endereço de Cabo Frio, além da carteira de vacinação comprovando que as doses anteriores foram recebidas em Cabo Frio.

Os profissionais de saúde devem apresentar, ainda, comprovante de vínculo ativo. Quem tem comorbidade ou alto grau de imunossupressão, deve apresentar, também, documentos que comprovem a condição, como cópia de atestados, laudos, prescrições, relatórios médicos e/ou exames complementares. A lista das doenças definidas pelo Ministério da Saúde está no site da Prefeitura (www.cabofrio.rj.gov.br).