Search
Close this search box.
Search
Close this search box.
Perita da polícia civil leva mais 14 tiros após reagir assalto na Baixada Fluminense

Perita da polícia civil leva mais 14 tiros após reagir assalto na Baixada Fluminense

Por Rlagos Notícias

19 de abril de 2023

Compartilhar no WhatsApp
Denise foi morta após reagir a um assalto Reprodução

Uma perita legista da Polícia Civil foi morta a tiros nesta quarta-feira (19), na Baixada Fluminense. Denise Macedo Jana, de 61 anos, reagiu a um assalto e acabou baleada. A perita chegou a ser levada para o Hospital Municipal Dr Moacyr Rodrigues do Carmo (HMMRC), mas deu entrada na unidade às 12h16 já em óbito.

O próprio filho de Denise a levou até o hospital. No corpo da perita, foram identificadas 14 perfurações, sendo três no dorso e quatro só no braço esquerdo. Segundo o portal G1, Denise estava perto do acesso à pista da Linha Vermelha, no sentido Centro, quando foi abordada por criminosos, que fugiram do local levando a arma da perita, uma pistola.40.

  •  Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre o seu Estado ou sua cidade por meio do WhatsApp do Rlagos Notícias RJ: (22) 998270326.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada e a ocorrência está em andamento.

O Disque Denúncia divulgou cartaz sobre o caso com a finalidade de obter informações que levem à prisão dos culpados pelo assassinato de Denise Macedo Jana. Segundo divulgou o serviço, informações preliminares obtidas com colegas de trabalho da vítima apontam para a participação de dois criminosos numa moto próximo. Eles teriam rendido a perita próximo à comunidade do Lixão. Denise teria sido retirada do veículo e baleada diversas vezes após os bandidos perceberem que ela estava armada. Os criminosos fugiram levando a arma da policial, uma pistola .40.

Disque Denúncia pede informações sobre assassinato da perita — Foto: Divulgação
Disque Denúncia pede informações sobre assassinato da perita — Foto: Divulgação

Ainda segundo o Dique Denúncia, a perita, que era lotada no Instituto Médico Legal (IML), foi socorrida pelo filho, que a acompanhava no momento da abordagem dos bandidos. Ela foi levada para o Hospital Municipal Moacyr Rodrigues do Carmo, em Duque de Caxias, mas segundo informou o hospital já chegou morta à unidade pouco depois do meio-dia.

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada que buscam testemunhas e imagens de câmeras de segurança capazes de ajudar na identificação dos assassinos.

O Disque Denúncia informou ainda que, com a morte da perita, subiu para 22 o número de agentes de segurança mortos violentamente no Rio este ano. Ao todo são 20 policiais militares — incluindo mortos em serviço, de folga e aposentados — além de um policial civil e um bombeiro.

📲 Confira as últimas notícias do Rlagos Notícias
📲 Acompanhe o Rlagos no Facebook , Instagram e Twitter

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Notícias

19 de abril de 2023

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!