Search
Close this search box.
Search
Close this search box.
Preferência por mulheres e inspiração em filme: quem é o serial killer de Minas preso em Cabo Frio

Preferência por mulheres e inspiração em filme: quem é o serial killer de Minas preso em Cabo Frio

Por Rlagos Noticias

16 de novembro de 2023

Compartilhar no WhatsApp
Em 2006, Roberto afirmou que matou turista em Arraial a pedido de sua companheira, Rosângela — Foto: Reprodução

CABO FRIO – Em um desfecho marcante para um dos casos mais perturbadores de criminalidade no Brasil, a Polícia Civil do Rio de Janeiro efetuou a prisão de Roberto Marcelo Paiva Ramos, um serial killer que aterrorizou Minas Gerais e a Bahia durante anos. Procurado há pelo menos dois anos, Ramos foi condenado a 60 anos de prisão por assassinar, com extrema crueldade, pelo menos sete mulheres.

🔔 O Rlagos Rio agora está no Canal do WhatsApp: Clique aqui para seguir o novo canal do Rlagos Notícias no WhatsApp

Considerado pelas autoridades como um psicopata, Ramos encontrava prazer em fazer suas vítimas sofrerem até a morte. Ele revelou, em uma confissão durante uma prisão anterior, que suas ações eram inspiradas pelo filme “Rejeitados pelo Diabo”. Sua captura ocorreu na tarde desta quarta-feira (15), em Cabo Frio, por policiais da 126ª DP, em uma operação minuciosamente planejada.

Os horrores perpetrados por Ramos se estenderam de 1997 a 2006. Sua prisão ocorreu após ele confessar o assassinato da turista paulista Adriana Chamie Nunes, de 32 anos, em uma pousada em Arraial D’Ajuda, Bahia. Adriana foi brutalmente estrangulada com um fio elétrico e depois agredida na cabeça com um porrete.

Roberto em 2006, quando foi preso na Bahia por matar turista
Roberto em 2006, quando foi preso na Bahia por matar turista — Foto: Reprodução

O assassino foi inicialmente detido após se envolver em uma briga em uma festa, momento em que confessou o crime contra a turista paulista. Naquela época, Ramos já estava foragido da Justiça de Minas Gerais, onde respondia por homicídio. Ele alegou que o assassinato de Adriana foi cometido a pedido de sua então companheira, Rosângela Teixeira da Silva, também presa, por motivos de ciúmes.

Rosângela, na ocasião, declarou: “Eu vi todo o assassinato, ajudei porque tinha medo dele fazer o mesmo comigo”.

O filme que inspirou Ramos, “Rejeitados pelo Diabo”, dirigido por Rob Zombie e estrelado por Sid Haig e Bill Moseley, retrata a família Firefly cometendo uma série de assassinatos brutais motivados por vingança. A prisão de Ramos não apenas encerra um capítulo sombrio de violência e medo, mas também levanta questões preocupantes sobre a influência da mídia em indivíduos predispostos à violência.

Com a captura deste notório criminoso, espera-se que as famílias das vítimas encontrem algum consolo, embora nada possa apagar a dor e o sofrimento causados por esses atos hediondos. A prisão de Ramos é um lembrete do trabalho incansável e da dedicação das forças policiais na luta contra a criminalidade em todas as suas formas.

Após a prisão, Ramos foi transferido para um presídio na capital, onde cumprirá a pena de 60 anos pelos crimes cometidos. A captura de Ramos não só representa um alívio para as famílias das vítimas, mas também é um testemunho da persistência e eficiência das forças policiais brasileiras.

Este caso destaca a importância do trabalho contínuo e colaborativo entre as forças policiais dos diferentes estados, um fator crucial para rastrear e capturar criminosos que tentam fugir da justiça. A prisão de Roberto Marcelo Paiva Ramos é um marco na luta contra a criminalidade no Brasil, demonstrando o compromisso das autoridades com a segurança pública e a justiça.

Quem é o Serial Killer de Juiz de Fora preso me Cabo Frio

Roberto Marcelo Paiva Ramos é um indivíduo cujos crimes chocaram o Brasil, particularmente os estados da Bahia e Minas Gerais. Sua prisão em 2006 encerrou uma série de assassinatos brutais que tiraram a vida de pelo menos sete mulheres. A captura de Ramos ocorreu na cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, após o assassinato da turista paulista Adriana Chamiê Numes, de 32 anos, cometido no dia 29 de junho, na cidade de Prado.

  • 30-Roberto Marcelo Paiva Ramos – (Assassino de Turistas)
  • Número de vítimas: 6 +
  • Bahia, 1997 a 2006.

Ramos já havia sido condenado a 25 anos de prisão por outro assassinato em Juiz de Fora, Minas Gerais, mas estava foragido. Sua prisão foi significativa, pois havia contra ele três mandados de prisão emitidos pela Justiça mineira. O perfil de suas ações criminosas revela um padrão perturbador: seduzia suas vítimas, para depois agredi-las fisicamente e degolá-las. Ramos confessou sentir prazer em matar mulheres e alegou ter se inspirado no filme de terror “Rejeitado pelo diabo”.

Um aspecto ainda mais perturbador do caso foi a participação de sua namorada, Rosângela Teixeira da Silva, de 21 anos, que também foi presa. Ela admitiu ter presenciado o assassinato de Adriana Chamiê Numes e revelou que Ramos usava requintes de crueldade em seus crimes. A prisão de Roberto Marcelo Paiva Ramos foi um alívio para as comunidades atingidas e trouxe à tona discussões importantes sobre segurança pública e justiça criminal no Brasil.

📲 Confira as últimas notícias do Rlagos Notícias
📲 Acompanhe o Rlagos no Facebook Instagram , Twitter
 e Threads

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Noticias

16 de novembro de 2023

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!