Guarda Municipal que agrediu a mulher em Cabo Frio, é preso dois meses após o crime pela policia civil

Havia um mandado de prisão preventiva expedido. Suspeito não tinha sido encontrado, mas se apresentou na delegacia nesta sexta (5) depois que a polícia fez contato com a advogada dele.

43

O Guarda Municipal de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, que era procurado pela polícia há dois meses depois de agredir a companheira no distrito de Tamoios, foi preso nesta quinta-feira (4).

De acordo com a Polícia Civil, havia um mandado de prisão preventiva expedido contra o homem, mas ele não tinha sido encontrado nos endereços que a polícia tinha conhecimento. Nesta quinta, após contato da advogada do suspeito, ele se apresentou voluntariamente na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Cabo Frio.

O homem trabalhava como Guarda Municipal em Cabo Frio. Segundo a polícia, ele tem cerca de 15 anotações criminais. Pela agressão, ele vai responder por lesão corporal na forma da lei Maria da Penha.

O preso será transferido para um presídio nesta sexta-feira (5).

O crime aconteceu na madrugada do dia 5 de junho. Na manhã seguinte às agressões, ela deu entrada na UPA de Tamoios, recebeu os cuidados e foi liberada.

Na época do crime, a Prefeitura havia informado que o homem respondia a duas sindicâncias que estavam em andamento e que poderiam resultar em abertura de processos administrativos e até desligamento definitivo. O Rlagos entrou em contato com a Prefeitura para saber como está o andamento da sindicância e aguarda o retorno.