Cobrança pelas sacolas não retornáveis são proibidas em Cabo Frio e entra em vigor

142
Fim da distribuição gratuita de sacolas plásticas pelos supermercados, que passarão a ser cobradas, com objetivo de reduzir o excesso de plástico descartado no meio ambiente

O Projeto de Lei 251/2022, que proíbe a comercialização das sacolas plásticas não retornáveis por parte dos supermercados virou lei e já foi sacionada pelo prefeito de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, José Bonifácio (PDT). O autor da Lei, o vereador Roberto Jesus (MDB), andou fiscalizando os estabelecimentos comerciais da cidade para informar, que a Lei vai passar a valer a partir do dia 15/07/2022.

O consumidor cabo-friense comemorou essa decisão e já está ansioso pelo mês de julho, pois os produtos andam caros nas prateleiras e com o fim da cobrança das sacolas não retornáveis, os consumidores passarão a economizar pelo menos nas sacolas.

A consumidora e dona de casa, Maria Eduarda Pedrosa, afirmou que a cobrança pelas sacolas era um absurdo.

“Essa cobrança pelas sacolas não retornáveis era um absurdo. Agora vamos economizar um pouco, pelo menos com as sacolas, porque está tudo muito caro nos supermercados. Já programei as minhas compras do mês pro dia 15 de julho”, finalizou Maria Eduarda.