COVARDE! Prefeito da cidade de Duas Barras Interior do Rio orienta não alimentar e abrigar cães de rua e ativista reage

112

Uma campanha lançada pelo prefeito de Duas Barras, Fabrício Luiz Lima Ayres, está repercutindo na internet depois que um vídeo com o discurso dele começou a circular nas redes. Durante uma palestra realizada em uma praça com a presença de crianças, o prefeito da cidade que fica na Região Serrana do Rio de Janeiro orienta que as pessoas não alimentem cachorros que vivem nas ruas.

“Vamos fazer uma campanha: ‘Não alimente o cão de rua’, ‘não dê guarida ao cachorro de rua’. Assim nós conseguiremos dizimar, acabar com essa visita tão indesejada. Vocês têm que falar isso com o papai e com a mamãe em casa. Não alimente a proliferação de um dos vetores de doença da nossa cidade”, diz o prefeito no vídeo.

O vídeo foi publicado nas redes sociais e ganhou repercussão. A ativista pela causa animal Luisa Mell fez uma publicação nesta quarta indignada com o ocorrido. Até a publicação desta reportagem, o post já somava mais de 579 mil visualizações.

Ativista Luisa Mell se posiciona contra discurso de prefeito no RJ que orientou população a não alimentar cães de rua — Foto: Reprodução/Redes sociais
Ativista Luisa Mell se posiciona contra discurso de prefeito no RJ que orientou população a não alimentar cães de rua — Foto: Reprodução/Redes sociais

“Inacreditável! Vergonhoso! Prefeito da cidade de @prefeitura_duasbarras RJ, Senhor Fabricio lança campanha para não alimentarem, nem darem abrigo para cães de rua. E pasmem, isso em uma palestra para crianças! Senhor prefeito, o senhor está ensinando e orientando a população, inclusive crianças, a acabarem com animais abandonados os matando de fome? É isto mesmo que entendi? É lamentável que pessoas com tamanha insensibilidade e ignorância tenham posições de poder em nosso país. O senhor devia se informar sobre castração e vacinação. Para evitar a superpopulação de cães de rua, a melhor e mais ética solução é a esterilização. Para que não sejam vetores de zoonoses como o senhor afirma, já ouviu falar em vacinação? Uma campanha par não alimentar animais e deixa-los morrendo de fome, não é incitar maus-tratos?”, diz a publicação.

Moradores também se manifestaram sobre o posicionamento do prefeito.

“Se tivesse uma Ong município pra cuidar dos animais carentes não teria tantos cachorros na rua. Se pessoas abandonam cachorros aqui a culpa é delas e não dos bichinhos. Já passam fome com a população cuidando, imagina se todos ouvissem o conselho do prefeito…”, diz uma moradora de Duas Barras em uma publicação nas redes sociais.

“A solução é largar pra morrer de fome? Vergonhoso realmente. Podia fazer campanha pra adoção, pra castração… sei lá. Mas largar morrer de fome essa não é a solução. Os animais não tem culpa de estar em situação de rua”, disse outra internauta.

Rlagos entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Duas Barras para pedir um posicionamento do prefeito e do município e saber se a cidade possui programas de castração e vacinação animal.

O prefeito enviou um vídeo dizendo que as palavras dele foram mal interpretadas.

“Eu queria pedir uma certa recolocação nas palavras e desculpas se eu fui mal interpretado. Eu não quero falar que o cachorro não tem que ser alimentado. Eu alimento o cachorro de rua, mas eu não alimento somente. Eu alimento e cuido dele em casa, com minha família que faz isso muito bem. E amo os bichos de rua”, disse Fabrício Ayres.

O prefeito falou, ainda, sobre trabalhos feitos pelo município.

“A Prefeitura castra e dá vacinação e a Prefeitura tá levantando a bandeira a partir de hoje: adote um animal. Não maltrate um animal na rua. Não desfaçam de um animal na rua. Não simplesmente dê a comida e deite no travesseiro. Dê comida e dê um lar pra ele”.