Search
Close this search box.
Search
Close this search box.
Advogada que matou o marido é presa, 27 anos após o crime pela civil em Mangaratiba

Advogada que matou o marido é presa, 27 anos após o crime pela civil em Mangaratiba

Por Rlagos Notícias

12 de janeiro de 2022

Compartilhar no WhatsApp

Policiais da 44ª DP (Inhaúma) prenderam, nesta quarta-feira (12), uma mulher suspeita de participar do assassinato do seu ex-marido, Jorge Pinto Duarte. O crime foi praticado no dia 14 de março de 1994, na Rodovia Rio-Santos, no município de Mangaratiba, Região da Costa Verde do Rio.

Criminosa foi localizada em uma casa na Ilha da Gigóia, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Segundo a Polícia Civil, no dia do homicídio, a mulher e dois comparsas alugaram um carro para seguir a vítima. Jorge

Duarte foi baleado quando parou a moto para falar com a ex-esposa, que o aguardava na estrada. As investigações revelaram que, na época, a mulher e a vítima estavam separados. Ela teria iniciado um novo relacionamento, mas o ex-marido ainda tinha esperanças de reatar o casamento. Desde o crime, a criminosa vinha conseguindo escapar da cadeia.

Também foram acusados de participação no crime Cláudio Augusto da Conceição e Wagner André Luiz Lara Resende, com quem a advogada mantinha um romance e quem teria disparado dois tiros na vítima. Segundo a denúncia, Gily e Jorge estavam separados, após uma relação conturbada. Gily iniciou um novo relacionamento, desta vez com Wagner Resende, porém o ex-marido ainda tinha esperanças de reatar o caso.

No dia 14 de março, ela e os outros dois acusados alugaram um carro para seguir Jorge Duarte. Ele foi baleado quando parou a motocicleta para falar com Gily, que o aguardava na estrada.

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Notícias

12 de janeiro de 2022

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!