Search
Close this search box.
Escolas municipais do Rio de Janeiro recebem doação de equipamentos tecnológicos da Embaixada da Coreia do Sul

EDUCAÇÃO DIGITAL

Escolas municipais do Rio de Janeiro recebem doação de equipamentos tecnológicos da Embaixada da Coreia do Sul

Investimentos no valor de R$ 2,4 milhões em recursos tecnológicos.

Por Rlagos Notícias

18 de abril de 2024

Compartilhar no WhatsApp
O GET Joaquim Abílio Borges, no Humaitá, será um dos beneficiados com as ferramentas tecnológicas - Rafael Catarcione/Prefeitura do Rio


A prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Educação, firmou, nesta quarta-feira (17/4), um acordo de Parceria Financeira com a Embaixada da República da Coreia. A colaboração foi estabelecida entre o líder do Comitê Rio G20, Lucas Padilha, que representou o prefeito Eduardo Paes, o embaixador sul-coreano Lim Ki-Mo e o titular da Educação, Renan Ferreirinha. A solenidade ocorreu no Centro Educacional Tecnológico (CET) Joaquim Abílio Borges, no Humaitá.

O memorando de entendimento contempla investimentos no valor de R$ 2,4 milhões em recursos tecnológicos. Esses fundos serão destinados à aquisição de equipamentos audiovisuais, televisores, computadores portáteis, smartphones, impressoras tridimensionais, máquinas de corte a laser e unidades de refrigeração, beneficiando mais de mil estudantes.

– A Coreia do Sul, uma importante democracia no mundo, foi um país que apostou na ciência, tecnologia e inovação na educação pública há muito tempo. E hoje é um país que consegue ajudar o Brasil, um país que tinha uma situação de educação muito parecida com a nossa e desafios muito grandes. Mas também muito potencial. Não poderia ter parceria melhor para começar a incentivar que a cooperação internacional e com as empresas chegasse aos GETs. É com esse bom parceiro que começamos – afirmou Lucas Padilha.

O embaixador coreano Lim Ki-Mo ressaltou a importância da parceria com a Prefeitura do Rio.

– É com imensa alegria que estou celebrando essa parceria entre o Rio e a Coreia para o desenvolvimento dos Ginásios Educacionais Tecnológicos. Estou feliz que possamos aprofundar essa amizade. Na sociedade moderna em constante mudança, é fundamental utilizar a tecnologia na educação. A Coreia coloca grande ênfase na educação e na tecnologia. Espero que as ferramentas a serem entregues a cada escola ajudem no desenvolvimento da educação digital, permitindo que mais alunos desfrutem e experimentem a alegria do aprendizado. Essa contribuição será composta por produtos produzidos por empresas coreanas no Brasil. Espero que este projeto marque o início de uma parceria baseada na amizade entre o Rio e a Coreia. Acredito que a educação não é uma preparação para a vida, ela é a própria vida.


Três unidades escolares serão contempladas com os recursos, todas elas já convertidas em GETs, um modelo revolucionário de ensino. Além do GET Joaquim Abílio Borges, foram escolhidos os GETs Tarsila do Amaral, em Irajá, e Lucio de Mendonça, em Anchieta.

O GET adota a metodologia STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática) e busca potencializar o desenvolvimento de novas habilidades e competências, permitindo aos estudantes a oportunidade de participar de projetos interdisciplinares para além dos conteúdos tradicionais do livro didático. As escolas dispõem de laboratórios de fabricação. O intuito é promover o desenvolvimento integral do aluno.

– Eu tenho certeza que com essa parceria com a Embaixada da Coreia do Sul e as empresas teremos muito a ganhar na perspectiva de futuro. O que está em jogo é o que vocês querem apostar no futuro de vocês. E a gente quer passar um recado muito claro: estudar vale a pena. Se você apostar no conhecimento, nos estudos, no GET, que é o modelo de ensino mais inovador do nosso país, a gente vai conseguir que vocês tenham grandes realizações nas suas vidas. Na década de 50, a Coreia do Sul e o Brasil estavam em patamares muito parecidos na educação. A Coreia do Sul fez uma escolha de décadas, de apostar na educação, na inovação e na tecnologia. E hoje colhe resultados que nos inspiram muito – disse Renan Ferreirinha.


A rede de ensino municipal já conta com mais de 100 Centros Educacionais Tecnológicos, atendendo a uma base de mais de 50 mil estudantes, e a expectativa é de expandir para 200 unidades desse novo modelo de escola até o final de 2024. Estudantes de todas as faixas etárias e provenientes de todas as áreas da cidade são atendidos.

Além da cidade do Rio de Janeiro, a Embaixada da Coreia do Sul já destinou equipamentos para instituições municipais de ensino em Manacapuru (AM), Belém (PA) e Boa Vista (RR).

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Notícias

18 de abril de 2024

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!