CONTRA O POVO | Conselheiros com salários de mais de R$ 18.000,00 e plano de saúde, que autorizaram aumento da tarifa da Via Lagos, são reconduzidos ao cargo, após indicação do governador Cláudio Castro. Veja:

A tarifa foi reajustada para o valor de R$ 17,30 (dezessete reais e trinta centavos) e da Tarifa Básica com Adicional, valor arredondado de R$ 28,80 (vinte e oito reais e oitenta centavos).

69

Os conselheiros da Agetransp, JOSE FERNANDO MORAES ALVES e VICENTE DE PAULA LOUREIRO, foram reconduzidos aos cargos para mais um mandato de quatro anos no Conselho Diretor da agência reguladora. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, nas edições da sexta-feira 1º de julho e desta terça-feira (5), respectivamente. Eles se juntam a Murilo Leal, que já foi reconduzido ao cargo de conselheiro presidente.

Após indicação do governador Cláudio Castro, os conselheiros passaram por sabatina na Comissão de Normas Internas e Proposições Externas, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), e tiveram os nomes submetidos à aprovação pelo plenário da Alerj.

Fernando Moraes foi reconduzido com 46 votos favoráveis, nove contrários e duas abstenções. Vicente Loureiro também recebeu 46 favoráveis, apenas um contrário e dez abstenções. Os conselheiros já integravam o Conselho Diretor da Agetransp, tendo iniciado seus primeiros mandatos em 2018.

Em 26 de julho de 2022, o conselho se reuniu e deliberou por UNANIMIDADE seguir o voto do relator, Conselheiro Fernando Moraes, que consistia em homologar o reajuste da tarifa básica de pedágio. A tarifa foi reajustada para o valor de  R$ 17,30 (dezessete reais e trinta centavos) e da Tarifa Básica com Adicional, valor arredondado de R$ 28,80 (vinte e oito reais e oitenta centavos).

O reajuste causou muita revolta nos usuários da via, pois o impacto gera um resultado negativo imediato no bolso do consumidor. O estado tem efetuado algumas ações no intuito de minimizar o impacto causado pela pandemia no bolso da população fluminense, porém alguns órgãos ligados ao governo do estado estão indo contra essas diretrizes.

Saiba quanto ganha e o que ganha cada conselheiro:
·         VICENTE DE PAULA LOUREIRO -Salário: R$ 18.421,98; Vale alimentação: R$ 1.255,95; Plano de saúde: R$ 1.818,98
·         MURILO PROVENCANO DOS REIS LEAL -Salário: R$ 18.421,98; Vale alimentação: R$ 1.255,95; Plano de saúde: R$ 1.299,26
·         JOSE FERNANDO MORAES ALVES -Salário: R$ 24.562,64; Vale alimentação: R$ 1.255,95; Plano de saúde: R$ 1.818,98
*dados obtidos no portal da transparência da AGETRANSP. Data de referência: 14/06/2022
O Portal Rlagos Notícias tentou ter acesso aos gastos mensais da agência, porém não obteve sucesso, no site a área consta como “em construção”.
Veja os documentos utilizados matéria: