Search
Close this search box.
Família que morreu soterrada após desabamento de prédio é enterrada em Petrópolis

tragédia na serra

Família que morreu soterrada após desabamento de prédio é enterrada em Petrópolis

Enterro ocorreu na manhã deste domingo no cemitério Municipal da cidade

Por Rlagos Noticias

24 de março de 2024

Compartilhar no WhatsApp
Beatriz e Douglas, dois dos mortos no desabamento Foto: Reprodução

Rio- Foram enterrados na manhã deste domingo (24), no Cemitério Municipal de Petrópolis, no Centro da cidade, os quatro corpos da família que morreu soterrada no desabamento de um imóvel durante o temporal que atingiu a cidade na tarde de sexta-feira (22).

Amigos e parentes prestaram suas últimas homenagens ao casal Beatriz da Silva Lima, de 25 anos, e Douglas José de Souza da Silva, de 24 anos, além do filho deles, Lukas Willian da Silva Lima Justino, de 9 anos, e da avó materna do menino, Maria Lucia Casemiro Lima, de 66 anos.

Sob forte dor e comoção, amigos e parentes estiveram no Cemitério Municipal, no Centro da cidade, para acompanhar o sepultamento do casal Beatriz da Silva Lima, de 25 anos; e Douglas José de Souza da Silva, de 24 anos; do filho deles, Lukas Willian da Silva Lima Justino, de 9 anos; e da avó materna do menino, Maria Lucia Casemiro Lima, de 66 anos.

As vítimas do desabamento em Petrópolis são Lucas, de 8 anos; a mãe do menino, Beatriz, de 24 anos; e o  pai, Douglas, de 24 anos — Foto: Arquivo pessoal
As vítimas do desabamento em Petrópolis são Lucas, de 8 anos; a mãe do menino, Beatriz, de 24 anos; e o pai, Douglas, de 24 anos — Foto: Arquivo pessoal

Douglas foi o último a ser resgatado sem vida na manhã deste sábado (23). Mas a pequena Ayla, de 4 anos, outra filha do casal, sobreviveu após ficar 15 horas soterrada. A menina tem bom quadro de saúde, segundo os parentes.

Beatriz, Lukas e Maria Lucia foram os primeiros a serem encontrados. Douglas ficou soterrado e seu corpo foi localizado na manhã de sábado. Junto com Douglas, foi encontrado o corpo de Aylla, filha dele com Beatriz, que ainda estava com vida. A menina de quatro anos foi levada para o hospital.

A Prefeitura de Petrópolis decretou estado de emergência às 22h45 de sexta-feira (22).

Vítimas das chuvas

Além da família de Douglas, mais três pessoas foram vítimas fatais das chuvas que atingiram a Região Serrana do Rio.

O caminhoneiro Carlos Roberto de Mota Chagas, de 55 anos, que morreu nesta sexta-feira (22) após seu caminhão capotar e cair num rio no bairro Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias,

Em Teresópolis, um deslizamento de terra, na comunidade da Coreia, matou Kayke dos Santos da Silva, de 8 anos. No fim da tarde deste sábado (23), bombeiros encontraram o corpo de Miguel Lopes Ricardo Ramos, de 14 anos, no mesmo local.

A outra morte foi a de um ambulante atingido por um raio no Pontal do Atalaia, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. A vítima foi identificada como Kelwen Ramos, de 19 anos.

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Noticias

24 de março de 2024

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!