Coligação de esquerda no RJ se divide sobre Molon e Ceciliano

A Frente Ampla no Rio de Janeiro tem posições diferentes na disputa entre Molon, do PSB, e Ceciliano, do PT, pela vaga ao Senado

44

A Frente Ampla no Rio de Janeiro tem posições diferentes na disputa entre Alessandro Molon, do PSB, e André Ceciliano, do PT, pela vaga ao Senado pelo estado.

Não é unanimidade dentro da coligação que Alessandro Molon retire a candidatura, nem que André Ceciliano deixe de disputar e nem que os dois concorram ao Senado.

O PSol defende a candidatura de Molon e a desistência de Ceciliano, o PCdoB apoia que apenas o petista dispute o cargo, assim como o PT. Já o PSB, a Rede e o PV defendem a manutenção da candidatura dos dois candidatos.

Nesta terça-feira (3/8), o PT do Rio de Janeiro fez seu movimento mais duro contra a candidatura de Molon.

O diretório defendeu publicamente a retirada de apoio a Marcelo Freixo, candidato do PSB ao governo fluminense, como retaliação à manutenção do nome de Molon.

Os movimentos, contudo, são um blefe para pressionar o PSB a retirar a candidatura de Molon. O próprio Lula já disse que não irá retirar o apoio a Freixo.