Search
Close this search box.
A FACADA DO PÂNICO: Fã da Taylor Swift morto em Copacabana levou 23 facadas, aponta investigação

A FACADA DO PÂNICO: Fã da Taylor Swift morto em Copacabana levou 23 facadas, aponta investigação

Por Rlagos Noticias

20 de novembro de 2023

Compartilhar no WhatsApp
Jovem era do Mato Grosso e estava no Rio para a apresentação da cantora Taylor Swift Reprodução / Redes Sociais

Rio – Gabriel Mongenot Santana Milhomem Santos, fã da cantora Taylor Swift, vítima de latrocínio no domingo (19), foi assassinado com 23 facadas, segundo a Polícia Civil. Gabriel era natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, mas morava em Belo Horizonte e veio ao Rio acompanhar o show na noite do sábado (18), no Estádio Nilton Santos.

Os três suspeitos de cometerem o crime foram presos no domingo (19). A investigação está em andamento. Os agentes aguardam os resultados de exames complementares para concluir o laudo pericial.

Gabriel estava hospedado em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste, desde sexta-feira (17), e visitou pontos turísticos da cidade, entre eles a Praia de Copacabana, na Zona Sul, onde o crime aconteceu. O fã estava com um grupo de amigos na areia quando foi abordado pelos criminosos, que anunciaram o assalto. Uma prima ainda relatou que a vítima estava cansada e dormia quando foi surpreendida pelos bandidos. Ao se assustar com a movimentação, os criminosos teriam acreditado que ele reagiu e o esfaqueado. Os ladrões levaram a chave de um veículo e dois telefones celulares.

De acordo com familiares, o estudante estava empolgado para a apresentação e foi encontrado com as pulseiras da amizade que fãs da cantora norte-americana costumam usar. No domingo, parentes da vítima estiveram no Instituto Médico Legal (IML) Afrânio Peixoto, no Centro do Rio, para liberar o corpo, que segue para o Mato Grosso do Sul, onde ele será sepultado com a roupa que customizou para o show de Taylor Swift.

Suspeitos tinham extensa ficha criminal

Os três suspeitos pela morte foram presos ainda no domingo, Alan Ananias Cavalcante e Anderson Henrique Brandão logo após e crime, e Jonathan Batista Barbosa por volta das 16h, na Lapa, no Centro do Rio. O trio possui uma extensa ficha criminal, com os dois primeiros presos pelo furto de 80 barras de chocolate, na última quinta-feira (16), e soltos em audiência de custódia cerca de 12 horas antes da morte de Gabriel.

A Justiça determinou que eles cumprissem medidas cautelares como não se ausentarem do estado por mais de sete dias e não ingressem nas unidades da rede de lojas durante o processo. De acordo com a Polícia Civil, Alan já foi abordado 42 vezes pela polícia e possui sete anotações pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, roubo, furto, lesão corporal, homicídio, tráfico de drogas e receptação. Já Anderson, que em depoimento confessou a participação no crime e foi reconhecido por testemunhas, conta com 14 anotações criminais e já foi abordado 56 vezes. Por fim, Jonathan, que é apontado como o autor das facadas, tem dez passagens por ofensa, roubo, furto e homicídio.

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Noticias

20 de novembro de 2023

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!