Search
Close this search box.
Caso Marielle: deputado pede impeachment de Domingos Brazão do TCE

impeachment de Domingos

Caso Marielle: deputado pede impeachment de Domingos Brazão do TCE

Ele é acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes

Por Rlagos Noticias

25 de março de 2024

Compartilhar no WhatsApp
Domingos Brazão está afastado há mais de 4 anos do TCE Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo

No Rio de Janeiro, o deputado Flávio Serafini, do Psol, anunciou que proporá um processo de impeachment no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra Domingos Brazão, atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), após sua prisão no domingo, sob acusação de ser um dos responsáveis pelo assassinato de Marielle Franco.

Antes de sua posição no TCE, Brazão cumpriu quatro mandatos como deputado estadual e também serviu como vereador no município de 1996 a 1998. Ele enfrentou um processo de cassação em 2011 por alegações de compra de votos, mas manteve sua posição através de uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Chiquinho Brazão, deputado federal e irmão de Domingos, assim como Rivaldo Barbosa, ex-diretor da Polícia Civil, foram detidos na mesma operação. Investigações apontam Chiquinho trabalhando em conjunto com Domingos na orquestração do crime contra Marielle e seu motorista, Anderson Gomes. Barbosa, que liderava a Polícia Civil na época do crime, é suspeito de aceitar subornos para interferir nas investigações.

O assassinato teria sido motivado por um conflito sobre propriedades na Zona Oeste do Rio. Marielle foi visada após apoiar a ocupação de terras por indivíduos de baixa renda, o que conflitava com os interesses dos mandantes em regularizar um empreendimento em Jacarepaguá sem considerar critérios sociais.

Além dos irmãos Brazão e do delegado, quatro outros indivíduos foram presos por envolvimento no caso: Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, que executaram o crime; Maxwell Simões, o Suel, envolvido no planejamento; e Edilson Barbosa dos Santos, o Orelha, responsável por desmontar o veículo usado.

No mesmo dia, mandados de busca e apreensão foram emitidos contra outras quatro pessoas: Erika Andrade Araújo, esposa de Barbosa; Giniton Lages, delegado responsável pelo início das investigações; Marco Antônio de Barros Pinto, subordinado de Lages; e Robson Calixto Fonseca, o Peixe, assessor de Domingos Brazão.

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Noticias

25 de março de 2024

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!