Search
Close this search box.
Diretores de escolas municipais são afastados após apresentação controversa de dança

Diretores de escolas municipais são afastados após apresentação controversa de dança

Por Rlagos Notícias

30 de agosto de 2023

Compartilhar no WhatsApp
No vídeo, uma mulher com máscara de cavalo aparece galopando em um homem Reprodução

Rio de Janeiro – A Secretaria Municipal de Educação do Rio (SME) confirmou o afastamento dos diretores de quatro escolas municipais onde foram realizadas apresentações de dança com teor considerado inapropriado. Estas ações ocorreram em agosto e envolveram o grupo de dança Cia Suave.

🔔 O Rlagos Rio agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e para receber as notícias do Grande Rio direto no seu celular!

O episódio ganhou grande notoriedade quando uma das performances foi gravada e posteriormente compartilhada em diversas redes sociais, inclusive pelo próprio prefeito, Eduardo Paes. A apresentação em questão ocorreu no Centro Integrado de Educação Pública (CIEP) Luiz Carlos Prestes, localizado na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. A coreografia envolveu integrantes da Cia Suave dançando ao som da música “Cavalo ficou tarado”. O vídeo mostra uma mulher usando uma máscara de cavalo simulando montar em um homem, enquanto outros dançarinos, vestidos como bailarinas, realizavam movimentos típicos do funk.

O conteúdo da canção, cujos versos aludem a comportamentos de conotação sexual, gerou polêmica e indignação entre muitos que viram o vídeo. As letras incluem trechos como “olha os cavalos no cio” e “depois senta e rebola”, entre outros.

Além da instituição na Cidade de Deus, os diretores do CIEP Gustavo Capanema, no Complexo da Maré; Escola Municipal Marechal Estevão Leite de Carvalho, em Tomás Coelho; e Escola Municipal Rivadavia Correia, no Centro, também foram afastados. Estes afastamentos durarão enquanto ocorre uma sindicância que tem como objetivo entender as razões por trás das apresentações e determinar se houve falha no processo de autorização.

A SME destacou que o grupo de dança “agiu de má fé”, ao enviar uma proposta de apresentação com classificação livre, isto é, adequada para todas as idades, mas que entregou um conteúdo que muitos consideram inapropriado para crianças. Em resposta, a Secretaria proibiu quaisquer futuras performances do grupo nas escolas da rede municipal.

De acordo com informações da Cia Suave, antes da desativação de suas redes sociais, a iniciativa teria sido parte de uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, com financiamento da Prefeitura do Rio. A Secretaria confirmou essa parceria, mas repudiou a natureza da apresentação.

O prefeito Eduardo Paes expressou sua indignação em vídeo, questionando a decisão de permitir tal performance em ambiente escolar. Em seu pronunciamento, Paes enfatizou a necessidade de intensificar o controle sobre as atividades desenvolvidas nas escolas, para garantir que tais incidentes não se repitam no futuro. Ele também ressaltou que, se houve uso de recursos públicos na organização do evento, estes valores deveriam ser devolvidos, já que a prefeitura só autoriza atividades de classificação livre em escolas.

📲 Confira as últimas notícias do Rlagos Notícias
📲 Acompanhe o Rlagos no Facebook , Instagram , Twitter
e Threads

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Notícias

30 de agosto de 2023

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!