Search
Close this search box.
Três Rios intensifica combate ao mosquito Aedes Aegypti e confirma mais 600 casos na cidade

REGIÃO TOMADA PELA DENGUE

Três Rios intensifica combate ao mosquito Aedes Aegypti e confirma mais 600 casos na cidade

Ações de Prevenção e Controle Visam Reduzir Casos de Dengue, Zika e Chikungunya na Cidade

Por Rlagos Noticias

22 de fevereiro de 2024

Compartilhar no WhatsApp
Ações de Prevenção e Controle Visam Reduzir Casos de Dengue, Zika e Chikungunya na Cidade

TRÊS RIOS – A luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, ganha novo impulso em Três Rios com a implementação de estratégias robustas pela Vigilância em Saúde Ambiental. Agentes endêmicos têm realizado visitas domiciliares em diversos bairros, oferecendo orientações cruciais aos residentes sobre a eliminação de focos do mosquito e, em casos necessários, aplicando medidas de controle químico.

Dados recentes divulgados pela Vigilância Epidemiológica apontam para a notificação de 1.513 casos suspeitos de dengue na cidade, dos quais 641 foram confirmados, representando uma taxa de positividade de 40,6%. Essas estatísticas ressaltam a importância das ações contínuas de prevenção e controle para combater a proliferação do vetor dessas enfermidades.

Em um esforço para engajar a comunidade na prevenção, a Vigilância Ambiental iniciou nesta terça-feira (20) uma série de oficinas sobre a produção de repelentes naturais. O Colégio Nossa Senhora da Aparecida foi o primeiro a receber a oficina, seguido por adolescentes participantes de um projeto na AABB na quinta-feira (22). O programa prevê a expansão das oficinas para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o setor de Saúde da Mulher em breve.

O coordenador de Vigilância Ambiental, Saulo Paschoaletto, enfatiza a importância da participação ativa da população na luta contra o mosquito. “Dedicar 10 minutos por semana para verificar e eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti pode fazer uma grande diferença na prevenção da dengue”, explica Paschoaletto. Ele destaca a necessidade de atenção especial para locais como vasos de plantas e caixas d’água destampadas, que podem acumular água e servir como criadouros para o mosquito.

Para os moradores de Três Rios que suspeitam ter contraído dengue, zika ou chikungunya, a recomendação é buscar atendimento na Unidade Básica de Saúde mais próxima durante a semana. Em situações de urgência ou nos finais de semana, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), equipada com um Centro de Hidratação, está à disposição para oferecer suporte médico adequado.

Essas iniciativas refletem o compromisso das autoridades de saúde de Três Rios com a segurança e o bem-estar da comunidade, reiterando a importância da colaboração entre o poder público e a população para superar os desafios impostos pelas arboviroses.

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Noticias

22 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!